Futurismo

O que foi o Futurismo nas artes e suas principais características. Veja também quais são os principais artistas futuristas e suas obras.

Felippo Marinetti: o iniciador do movimento futurista
Felippo Marinetti: o iniciador do movimento futurista

 

O que foi

 

O futurismo foi um movimento literário e artístico iniciado em 1909. Foi Felippo Marinetti, poeta italiano, quem começou este movimento com a publicação do Manifesto Futurista. Ele fez parte da primeira vanguarda futurista.


Principais características do Futurismo:

 

- Desvalorização da tradição e do moralismo;

 

- Valorização do desenvolvimento industrial e tecnológico;

 

- Defesa de uma ligação entre as artes plásticas e o mundo moderno;

 

- Propaganda como principal forma de comunicação;

 

- Uso de onomatopeias (palavras com sonoridade que imitam ruídos, vozes, sons de objetos) nas poesias;

 

- Poesias com uso de frases fragmentadas para passar a ideia de velocidade;

 

- Pinturas com uso de cores vivas e contrastes. Sobreposição de imagens, traços e pequenas deformações para passar a ideia de movimento e dinamismo. Uso da multiplicação de detalhes e linhas.

 

Futurismo na Itália

 

Foi em território italiano que o futurismo ganhou grande notoriedade. O fascismo italiano teve grande influência neste movimento artístico na Itália. Os principais artistas plásticos futuristas italianos foram Luigi Russolo, Umberto Boccioni, Giacomo Balla, Gino Severini e Carlo Carrá.

 

A carga dos lanceiros de Boccioni

A carga dos lanceiros (1915): obra do pintor italiano futurista Umberto Boccioni.

 

 

Futurismo na Rússia

 

O movimento futurista russo recebeu forte influência do socialismo, principalmente após a Revolução Russa de 1917. O grande expoente da poesia futurista russa foi o poeta Vladimir Maiakovski, que fez uma ligação entre a arte e o povo.

 

 

Futurismo no Brasil

 

No Brasil, o futurismo teve grande influência na produção artística de artistas ligados ao movimento modernista. Anita Malfatti e Oswald de Andrade entraram em contato com Marinetti e seu Manifesto Futurista. Muitas ideias e conceitos futuristas foram incorporados às obras destes modernistas brasileiros. Pode-se observar estas influências na Semana de Arte Moderna de 1922.

Relâmpago, obra futurista de Russolo

Relâmpago (1910), obra futurista do pintor futurista italiano Luigi Russolo.

 

 

PRINCIPAIS ARTISTAS FUTURISTAS

 

 

ARTES PLÁSTICAS (estrangeiros)


- Umberto Boccioni (pintor e escultor italiano)

 

- Luigi Russolo (pintor e compositor italiano)

 

- Carlo Carrá (pintor italiano)

 

- Antonio Sant'Elia (arquiteto italiano)

 

- Giacomo Balla (pintor e escultor italiano)

 

- Ambrogio Casati (pintor e escultor italiano)

 

- Primo Conti (pintor italiano)

 

Fortunato Depero (pintor italiano)


- Almada Negreiros (pintor português)

 

- Gino Severini (pintor e professor italiano)

 

- Joseph Stella (pintor italiano, naturalizado estadunidense)

 

- Mario Sironi (pintor italiano)

 

 

ARTES PLÁSTICAS (brasileiros)


Anitta Malfatti (pintora, gravadora e desenhista brasileira)

 

LITERATURA (estrangeiros)


- Vladimir Maiakovski (poeta e dramaturgo russo)

 

- Filippo Tommaso Marinetti (escritor, editor e poeta italiano)

 

- Émile Verhaeren (poeta belga)

 

Fernando Pessoa (poeta e escritor português)

 

- Joan Salvat-Papasseit (poeta espanhol)


- Anton Giulio Bragaglia (escritor, diretor de teatro e fotógrafo italiano).

 

- Velimir Khlebnikov (poeta russo)

 

- David Burliuk (ilustrador e poeta ucraniano)

 

- Natalia Goncharova (escritora e pintora russa)

 

- Lyubov Popova (pintora e desenhista russa)

 

 

LITERATURA (brasileiros)


Oswald de Andrade (escritor e dramaturgo brasileiro).

 

MÚSICA

 

- Francesco Balilla Pratella (ensaísta e compositor italiano)

 

- George Antheil (pianista e compositor estadunidense).

 

Giacomo Balla, pintor futurista italiano

Giacomo Balla: importante pintor futurista italiano.

 

 



atualizado em 03/01/2021

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).