Eça de Queiroz

Quem foi Eça de Queiroz, obras principais, estilo literário, vida do escritor, temas abordados

Eça de Queiroz: importante representante do realismo português
Eça de Queiroz: importante representante do realismo português

 

Introdução (quem foi)

 

José Maria Eça de Queiroz foi um importante romancista português do século XIX. Nasceu em 25 de novembro, de 1845, na cidade portuguesa de Póvoa de Varzim.

 

Vida Artística 

 

Aos 16 anos de idade, foi estudar Direito na cidade de Coimbra. Seus primeiros trabalhos como escritor apareceram no Jornal Gazeta de Portugal. Trabalhou como administrador municipal no município de Leiria. Trabalhou também como cônsul de Portugal na Inglaterra. Esta época foi uma das mais produtivas de sua carreira.

 

Foi discípulo do escritor francês Gustave Flaubert, de quem recebeu grande influência literária. Eça de Queiroz foi um dos pioneiros da literatura realista em Portugal. 

 

Abordou, em suas obras, diversos temas. Porém, podemos observar algumas características comuns em seus romances, como, por exemplo, abordagem de temas cotidianos, descrição de locais e comportamento de pessoas, pessimismo, ironia e humor.

 

Eça de Queiroz morreu na cidade de Paris em 1900. Suas obras foram traduzidas em várias línguas. É considerado até os dias de hoje como sendo um dos principais representantes do realismo português.

 

Principais obras de Eça de Queiroz

 

- A Cidade e as Serras


- A Ilustre Casa de Ramires


- A Relíquia


- A Tragédia da Rua das Flores


- As Farpas


- Contos e Prosas Bárbaras


- O Crime do Padre Amaro


- O Mandarim (conto)


- O Mistério da Estrada de Sintra


- O Primo Basílio


- Os Maias


- Uma Campanha Alegre


- Últimas páginas

Temas relacionados