Economia Verde

Definição, características, desenvolvimento sustentável, importância para o meio ambiente, objetivo, bibliografia

Economia Verde: desenvolvimento econômico, inclusão social e preservação do meio ambiente
Economia Verde: desenvolvimento econômico, inclusão social e preservação do meio ambiente

 

Definição (o que é)


Economia verde é um conjunto de processos produtivos (industriais, comerciais, agrícolas e de serviços) que ao ser aplicado em um determinado local (país, cidade, empresa, comunidade, etc.), possa gerar nele um desenvolvimento sustentável nos aspectos ambiental e social. 

 

Objetivo


O principal objetivo da Economia Verde é possibilitar o desenvolvimento econômico compatibilizando-o com igualdade social, erradicação da pobreza e melhoria do bem-estar dos seres humanos, reduzindo os impactos ambientais negativos e a escassez ecológica. 

 

Importância e benefícios


De acordo com especialistas que atuam nas áreas de Economia e Meio Ambiente, a aplicação da Economia Verde em países desenvolvidos e em desenvolvimento aumentaria a geração de empregos e o progresso econômico. Ao mesmo tempo, combateria as causas do aquecimento global (emissões de CO2), do consumo irracional de água potável e dos fatores que geram a deterioração dos ecossistemas.



Principais características da Economia Verde:


- Pouco uso de combustíveis fósseis (gasolina, carvão, diesel, etc.) e aumento do uso de fontes limpas e renováveis de energia;

 

- Eficiência na utilização de recursos naturais;

 

- Práticas e processos que visam à inclusão social e erradicação da pobreza;

 

- Investimento e valorização da agricultura verde;

 

- Tratamento adequado do lixo com sistemas eficientes de reciclagem;

 

- Qualidade e eficiência nos sistemas de mobilidade urbana.




Você sabia?



- A Economia Verde foi um dos principais temas da Rio+20 (Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável), realizada na cidade do Rio de Janeiro em junho de 2012.