Lixo Brasileiro

Dados sobre o lixo produzido no Brasil, composição, destino, reciclagem, tipos de lixo

Lixo brasileiro: baixo tratamento e reaproveitamento
Lixo brasileiro: baixo tratamento e reaproveitamento

 

Dados sobre o lixo produzido no Brasil

 

No Brasil são produzidas, diariamente, cerca de 265 mil toneladas de lixo (dado referente ao ano de 2019). Sendo que a cidade de São Paulo é a que mais produz lixo no país, com cerca de 19,7 mil toneladas por dia.

 

De acordo a Pnad 2019 (IBGE), 84,4% das residências brasileiras são servidas diretamente pelo serviço de coleta de lixo domiciliar (geralmente feito por caminhões do sistema de limpeza urbana municipal). O uso de coleta de lixo em caçamba é realizado em 7% dos domicílios. Já a queima de lixo, na própria residência, é feita em 7,4% das residências. Vale ressaltar que esse último sistema é o pior de todos, pois gera poluição atmosférica, além de outros problemas ambientais e de saúde.

 

Composição do lixo brasileiro:

 

- lixo orgânico (52%)


- papel e papelão (26%)


- plástico (3%)


- metais como, por exemplo, ferro, alumínio, zinco, aço, etc. (2%)


- vidro (2%)


- outros (15%)

 

Principais destinos do lixo brasileiro:

 

- aterros sanitários (53%)


- aterros controlados (23%)


- lixões (20%)


- compostagem e reciclagem (2%)


- outros destinos (2%)

 

Alguns dados importantes sobre a reciclagem do lixo brasileiro:

 

- O Brasil recicla cerca de 97% das latinhas de alumínio que são descartadas;


- Apenas 55% das garrafas PET são recicladas. 

 

Observação: os dados são aproximados (estimativas) e referentes ao ano de 2019.

 

Foto mostrando compostagem do lixo e produção do adubo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lixo brasileiro: apenas 2% tem como destino a compostagem para a produção de adubo.

 

 

________________________________


última atualização em 07/05/2020