Inflação no Brasil em 2017

Índice do IPCA, dados da inflação oficial, dados por grupos e regiões metropolitanas, resumo, inflação mensal de 2017, alimentos com maior queda de preços

Inflação no Brasil em 2017: alta de 2,95%
Inflação no Brasil em 2017: alta de 2,95%

 

IPCA 2017

 

De acordo com dados divulgados pelo IBGE em 10 de janeiro de 2018, a inflação oficial ficou em 2,95% em 2017. Ficou bem abaixo da inflação do ano interior (2016) que fechou em 6,29%. A queda da inflação em 2017, de acordo com economistas, foi provocada, principalmente, pela queda no preço dos alimentos e pelo fraco crescimento da economia no ano.

 

Vale lembrar que o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) mede a inflação das famílias com rendimentos mensais entre 1 e 40 salários mínimos.

 

A inflação de 2017 por grupos:

 

- Alimentação e bebidas: -1,7%

 

- Habitação: 6,26%

 

- Artigos de residência: -1,48%

 

- Vestuário: 2,88%

 

- Transportes: 4,10%

 

- Saúde e cuidados pessoais: 6,52%

 

- Gastos pessoais: 4,39%

 

- Educação: 7,11%

 

- Comunicação: 1,76%

 

Principais itens que influenciaram a inflação de 2017:

 

- Alimentos que tiveram maior queda: feijão-carioca (-46,06%), feijão-mulatinho (-44,02%) e feijão-preto (-36,09%).

 

- Alimentos consumidos em casa: queda de 4,85%

 

- Alimentos consumidos fora de casa: alta de 3,83%

 

- Frutas: queda de 16,52%

 

- Planos de saúde: alta de 13,53%

 

- Remédios: alta de 4,44%

 

- Energia elétrica: alta de 10,35%

 

- Gás de botijão: alta de 16%

 

- Taxa de água e esgoto: alta de 10,52%

 

- Cursos regulares: alta de 8,37%

 

- Transportes: alta de 4,10%

 

- Ônibus intermunicipais: alta de 6,84%

 

- Ônibus urbano: alta de 9,34%

 

- Passagens aéreas: alta de 22,28%

 

- Gasolina: alta de 10,32%

 

- Etanol: alta de 4,37%

 

Inflação por regiões metropolitanas:

 

- Regiões com maior inflação em 2017: Goiânia (3,76%), Brasília (3,76%) e São Paulo (3,63%).

 

- Regiões com menor inflação em 2017: Belém (1,14%), Belo Horizonte (2,03%) e Campo Grande (2,11%).

 

Inflação por meses de 2017:

 

- Janeiro: 0,38%

- Fevereiro: 0,33%

- Março: 0,25%

- Abril : 0,14%

- Maio: 0,31%

- Junho: -0,23%

- Julho: 0,24%

- Agosto: 0,19%

- Setembro: 0,16%

- Outubro: 0,42%

- Novembro: 0,28%

- Dezembro: 0,44%

 

Fonte: IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Dados divulgados em 10/01/2018.