Lope de Vega

Lope de Vega foi um poeta do Século de Ouro na Espanha.

Lope de Vega: um dos maiores dramaturgos e escritores da Espanha
Lope de Vega: um dos maiores dramaturgos e escritores da Espanha

 

Quem foi

 

Lope Félix de Vega Carpio foi um importante escritor, poeta e dramaturgo espanhol do final do século XVI e começo do XVII. É considerado um dos principais escritores do período conhecido como o “Século de Ouro” da cultura espanhola. Escreveu três romances, cerca de três mil sonetos, quatro novelas e centenas de comédias.

 

Biografia

 

Lope de Vega nasceu na cidade de Madri (Espanha) em 25 de novembro de 1562. Seus pais, Félix de Vega e Francisca Fernández Flores, incutiram nele um profundo amor pela literatura e pelas artes desde cedo. Ele mostrou desde cedo uma aptidão para o aprendizado, conseguindo ler latim e espanhol aos cinco anos.


Ainda adolescente, frequentou o Colégio Imperial dos jesuítas, onde estudou letras clássicas e humanidades. No entanto, ele foi expulso por motivos não revelados em 1577. No final da adolescência, tornou-se secretário, tabelião e, mais tarde, dramaturgo para a aristocracia.


Sua vida pessoal foi marcada por vários dramas românticos e familiares. Ele se casou duas vezes e teve vários filhos, muitos dos quais não chegaram à idade adulta. Ele tinha fama de mulherengo, o que o levou a vários casos extraconjugais e alguns relacionamentos escandalosos.


A carreira de Lope de Vega como dramaturgo começou para valer na década de 1580. Ele ganhou fama rapidamente, escrevendo cerca de 1.500 peças durante sua vida, das quais aproximadamente 400 existem hoje. Suas obras abrangem uma ampla gama de gêneros, desde comédia e tragédia até peças históricas e mitológicas.


Nos últimos anos de sua vida, Lope de Vega recebeu ordens sagradas e tornou-se padre. No entanto, isso não impediu a sua produção literária nem o seu envolvimento na vida cultural do seu tempo.

 

Faleceu, aos 72 anos, em 27 de agosto de 1635, na cidade em que nasceu.




Características de seu estilo literário:

 

• Escreveu obras e peças de caráter religioso.

 

• Retratou vários aspectos da vida cotidiana da Espanha nas primeiras três décadas do século XVII. Neste sentido, escreveu comédias de memórias e tradições históricas espanholas.

 

• Mistura do trágico com o cômico, principalmente nas peças de teatro.

 

• As obras de Vega são conhecidas por seus personagens complexos, tramas intrincadas e comentários reflexivos sobre as questões sociais de seu tempo.

 

• Misturou vários gêneros literários.

 

• Escreveu mais de duas mil comédias (comédias de costumes, comédias religiosas, comédias mitológicas), poemas narrativos, óperas e obras ficcionais.

 

• Criou um novo modelo dramático, a "comédia", que é uma peça de três atos que combina elementos de tragédia, comédia e farsa.

 

 

Principais obras de Lope de Vega:

 

1. Obras narrativas:

 

- Arcadia (1598)

 

- O peregrino na sua terra natal (1604)

 

- Pastores de Belém (1612)

 

- A Dorotea (1632)



2. Obras épicas

 

- Isidro (1599)

 

- Festivais de Denia (1599)

 

- A beleza de Angélica (1602)

 

- Coroa Trágica (1627)

 

- Jerusalém conquistada (1604)



3. Dramas

 

- Rei Dom Pedro em Madri (1618)

 

- A estrela de Sevilha (1623)

 

- O duque de Viseo (1609)



4. Poemas

 

- Dragontea (1598)

 

- La corona trágica (1627)

 

- El laurel de Apolo (1630)



5. Crítica

 

- Nova arte de fazer comédia nestes tempos (1609).

 

Capa das comédias do famoso poeta Lope de Vega Carpio

Capa das Comédias do famoso poeta Lope de Vega Carpio.

 

 

Curiosidades pessoais:

 

Durante sua vida, Lope de Vega teve 15 filhos (documentados) entre legítimos e ilegítimos. Uma de suas filhas, Marcela del Carpio (1605-1688), foi poetisa e dramaturga.

 

 



Artigo atualizado em 27/07/2023

Por Elaine Barbosa de Souza
Graduada em Letras (Português e Inglês) pela FMU (2002).