Cruzada dos Mendigos

A Cruzada dos Mendigos foi uma cruzada popular na Idade Média que ocorreu entre 1095 e 1096 ao mesmo tempo que a Primeira Cruzada.

Cruzada dos Mendigos: derrota na Anatólia em 1096
Cruzada dos Mendigos: derrota na Anatólia em 1096

 

O que foi

 

Também conhecida como Cruzada Popular, foi uma cruzada em direção a Terra Santa (Jerusalém), de caráter não oficial (não convocada pela Igreja Católica), que ocorreu no ano de 1096 (de abril a outubro).

 

Esta peregrinação religiosa ocorreu de forma espontânea e teve como líderes o agricultor Pedro, o Eremita e o cavaleiro Gautier Sans-Avoir (conhecido como Gualtério Sem-Haveres).

 

Objetivos da Cruzada dos Mendigos:

 

- A Cruzada dos Mendigos teve a participação de cerca de 30 mil cruzados. Eram, em sua maioria, pobres camponeses e pessoas que viviam a margem da sociedade medieval da época. Contou também com alguns cavaleiros de baixa estirpe.

 

- Sem organização adequada e com armamentos precários, os cruzados marcharam para a Terra Santa com o objetivo de expulsar os muçulmanos do local sagrado e retomar o controle do Santo Sepulcro.

 

- Durante o percurso, pediam esmolas e alimentos ou praticavam furtos.

 

- Chegaram à cidade de Niceia (noroeste da Anatólia) em outubro de 1096. Foram fortemente atacados e massacrados pelo exército seljúcida comandado por Kilij Arslan.

 

Como terminou essa cruzada

 

- A maioria dos cruzados foi morta. Muitos ainda foram presos e vendidos como escravos. Poucos retornaram com vida para suas cidades de origem na Europa.

Pedro, o Eremita, pregando a Cruzada dos Mendigos

Pedro, o Eremita, pregando a Cruzada dos Mendigos.

 

 

 



atualizado em 10/07/2020

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).