Características do Brasil Colonial

Saiba quais são as principais características sociais, políticas e econômicas do Brasil Colonial no ciclo do açúcar.

Sociedade patriarcal: uma das principais características do Brasil Colonial
Sociedade patriarcal: uma das principais características do Brasil Colonial

 

Principais características do Brasil Colonial na fase do açúcar (entre os séculos XVI e XVIII):


 

- Economia voltada para a exportação, principalmente para satisfazer os interesses da coroa de Portugal e dos comerciantes portugueses (burguesia comercial). O mercado interno era pequeno, com produção agrícola era de subsistência.

 

- Economia dividida em fases, de acordo com o principal produto agrícola ou minério. Dessa forma temos as principais fases: período pré-colonial (exploração do pau-brasil), período do açúcar (produção de açúcar nos engenhos do Nordeste para a exportação para a Europa), período do ouro (mineração do ouro nas regiões das Minas Gerais, sendo que a coroa portuguesa cobrava elevados impostos e taxas).

 

- Uso de mão de obra escrava, de origem africana.

 

- Produção baseada no sistema de plantation (grandes propriedades rurais monocultoras).

 

- No Brasil Colonial, a economia brasileira era totalmente submetida ao controle metropolitano.

 

- A sociedade colonial brasileira era estratificada (dividida em camadas bem definidas). Os mais ricos eram os senhores de engenho, que concentravam grande parte da riqueza do país. A grande parte era composta por escravos, que viviam em situação de miséria. Uma camada média era composta por trabalhadores livres (pequenos comerciantes, artesãos, funcionários públicos, entre outros).

 

- A sociedade era também patriarcal, ou seja, o poder político e social estava nas mãos dos homens mais velhos, ricos e poderosos. As mulheres não possuíam nenhum direito político e suas vidas se resumiam ao trabalho doméstico. Grande parte delas, vivia de maneira submissa aos maridos.

 

- A cultura brasileira, na época colonial, era quase toda importada da Europa.

 

- Havia uma religião oficial (catolicismo), que era a dominante em Portugal e imposta ao Brasil.

 

Você sabia?

 

No Ciclo do Ouro (meados do século XVIII e XIX), ocorreram mudanças sociais significativas na sociedade. O desenvolvimento urbano, principalmente nas regiões auríferas, trouxe maior dinamismo social, provocando transformações econômicas, culturais e sociais no Brasil.


Imagem de um engenho de açúcar no Brasil Colonial

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Engenho de açúcar colonial: mão de obra escrava e produção de açúcar para exportação.

 

 

Publicado em: 18/11/2019
___________________________________

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).