Economia de Hong Kong

Características econômicas de Hong Kong, dados econômicos, aspectos da economia honconguêsa, PIB

Área de serviços é o destaque da economia de Hong Kong
Área de serviços é o destaque da economia de Hong Kong

 

Principais dados da economia de Hong Kong:

 

Principais setores econômicos: serviços, tecnologia da informação e finanças.

 

Moeda: Dólar de Hong Kong

 

PIB (nominal): US$ 334,1 bilhões (em 2017)

 

PIB per capita: US$ 61.000 (em 2017)

 

Taxa de crescimento do PIB: 3,5%  (em 2017)

 

Posição no ranking econômico mundial: 44º (em volume de PIB 2017)

 

Composição do PIB por setor da economia: serviços (92,7%), indústria (7,2%) e agricultura (0,1%) - (estimativa 2017)

 

Força de trabalho (em 2017):  3,97 milhões de trabalhadores (estimativa)

 

Taxa de desemprego: 2,6 % (estimativa 2017)

 

Investimentos: 22,3% do PIB (2017 estimativa)

 

População abaixo da linha de pobreza: 0,5% (estimativa 2017)

 

Dívida Pública: 43,6% do PIB (estimativa 2017)

 

Taxa de Inflação: 2% (em 2017)

 

Taxa de crescimento da produção industrial: 3% (estimativa 2017)


Arrecadação do governo com impostos e taxas: 19,8% do PIB (em 2017)

 

Principais produtos agropecuários produzidos: legumes frescos e carnes (aves, peixe, suínos).

 

Principais produtos industrializados produzidos: tecidos, roupas, eletrônicos, relógios, plásticos e brinquedos.

 

Principais produtos exportados: máquinas, aparelhos elétricos e eletrônicos, calçados, roupas e relógios.

 

Principais produtos importados: matérias-primas, alimentos, bens de consumo e bens de capital.

 

Principais parceiros econômicos (exportação): China, Japão e Estados Unidos.

 

Principais parceiros econômicos (importação): China, Japão, Taiwan, Estados Unidos e Cingapura. 

 

Exportações (em 2017): US$ 540 bilhões

 

Importações (em 2017): US$ 561,4 bilhões

 

Saldo da balança comercial (em 2017): déficit de US$ 21,4 bilhões

 

Organizações comerciais e financeiras que participa: Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico (APEC) e FMI.

Temas relacionados