Calendário Maia

O calendário maia foi criado pelos maias para organizar o tempo e oferecer informações astronômicas e agrícolas.

Calendário maia: organização dos eventos religiosos, agrícolas e vida pessoal
Calendário maia: organização dos eventos religiosos, agrícolas e vida pessoal

 

Introdução


Os maias possuíam dois calendários, sendo um relacionado a vida religiosa e outro que seguia os eventos da agricultura.

 

Principais características


Chamado pelos maias de Tzolkim, o calendário religioso possuía um ano composto por 260 dias, dividido em 13 meses (cada mês tinha 20 dias). Esse calendário era orientado pela Lua. Repleto de previsões astrológicas, este calendário estava ligado ao período de gestação dos seres humanos. 



Os maias acreditavam que este calendário tinha o poder de orientar e reger a vida pessoal (amor, família, trabalho, saúde, etc.) dos indivíduos. 



Calendário Agrícola



Os maias chamavam este calendário de Haab. Possuía 365 dias de acordo com o ano solar. Era dividido em 18 meses de 20 dias, além de 5 dias destinados a festas. Estava ligado aos eventos agrícolas (plantio e colheita) realizados pelos maias.



A sincronização dos calendários



Estes dois calendários não funcionavam separadamente. A cada 52 anos solares, os dois calendários se sincronizavam matematicamente pelo planeta Vênus. 



A cada 3.172 anos solares ocorria o encontro do início destes dois calendários. Para os maias, este período simbolizava o recomeço de uma nova Era.

 

Símbolos utilizados no calendário maia

Símbolos utilizados no calendário maia.

 

 

 

 



atualizado em 31/08/2020

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).