Parasitismo

Parasitismo é um processo pelo qual um ser vivo retira nutrientes de outro ser.

Piolho: um parasita do ser humano
Piolho: um parasita do ser humano

 

O que é (definição)


O parasitismo é um fenômeno pelo qual uma planta ou animal sobrevive retirando nutrientes de outro ser. Estabelece-se nesta relação uma forte dependência, onde um lado é beneficiado (parasita) e o outro prejudicado (hospedeiro). Muitas vezes, o animal ou planta que sofre a ação do parasita, pode chegar a morte.



Podemos citar, como exemplo deste fenômeno, o piolho, que vive como parasita no couro cabeludo de seres humanos e animais domésticos. Eles retiram do seu hospedeiro o sangue, alimento fundamental para a sua sobrevivência. Outro exemplo bem conhecido é a tênia, que vive no sistema digestório dos seres humanos.




Tipos de parasitas (classificação):



Parasitas Completos: vivem no hospedeiro durante a vida toda.

 

Parasitas Incompletos: vivem no hospedeiro durante um certo período da vida.

 

Endoparasitas: vivem na parte interna do hospedeiro. Exemplos: tênias, vermes e alguns microrganismos.

 

Ectoparasitas: vivem na parte externa do animal ou planta. Exemplos: fungos, piolhos, pulgas e carrapatos.



Principais parasitas humanos (exemplos):


- Piolho (inseto).


- Entamoeba histolytica (protozoário, mais conhecido como ameba).


Trypanosoma cruzi (protozoário).


- Giardia Lamblia (protozoário).


- Plasmodium falciparum (protozoário).


- Schistosoma mansoni (platelminto).

 

Imagem de microscópio de tripanossoma

Tripanossoma entre hemácias humanas. Outro exemplo de parasitismo

 

 

Você sabia?


- Parasitologia é a ciência que estuda os parasitas, os seus hospedeiros e as relações entre eles.

 

 



atualizado em 04/12/2020