Jan Van Eyck

Jan Van Eyck foi um pintor holandês do período gótico.

Jan Van Eyck: um dos principais pintores europeus do século XV
Jan Van Eyck: um dos principais pintores europeus do século XV

 

Quem foi

 

Jan Van Eyck foi um pintor flamengo, do século XV, do período artístico conhecido como gótico flamengo ou flamengo primitivo. É considerado o fundador da Escola Flamenga de pintura.

 

Van Eyck nasceu na cidade de Maasseik (Bélgica) em 1390 (não se sabe o dia). Faleceu na cidade de Bruges (Bélgica) em 4 de julho de 1441.

 

 

Biografia

 

Jan van Eyck nasceu por volta de 1390 na cidade de Maaseik, perto da fronteira da atual Bélgica e Holanda. Os detalhes de sua juventude e treinamento são um tanto obscuros, mas quando ele aparece nos registros históricos, ele já era um artista altamente qualificado e respeitado.



Em 1422, van Eyck entrou ao serviço de João da Baviera, Conde da Holanda, residindo em Haia. Lá ele trabalhou como artista da corte, cargo que o teria levado a criar vários tipos de obras para seu patrono. Quando João da Baviera morreu em 1425, van Eyck foi rapidamente nomeado pintor da corte e criado de quarto de Filipe, o Bom, duque da Borgonha. Ele se mudou para Bruges, que era um movimentado centro cultural e comercial na época, tornando-se um dos mais importantes centros de arte europeus.



Na corte de Philip, a reputação de Van Eyck floresceu. Ele recebia um salário fixo - um arranjo incomum para a época, sugerindo seu alto valor no tribunal. Além da pintura, desempenhou missões diplomáticas por conta do duque. Notavelmente, em 1428, ele viajou para a Espanha e Portugal em uma missão diplomática que provavelmente incluía arranjar o casamento do duque com Isabella de Portugal.



Van Eyck casou-se com Margareta, sua esposa, por volta de 1432. Pouco se sabe sobre Margareta, mas eles tiveram pelo menos dois filhos juntos, um dos quais, uma filha chamada Livina, tornou-se pintora.



Van Eyck permaneceu em Bruges pelo resto de sua vida, continuando seu trabalho para Filipe, o Bom, até sua morte.

 

Em 9 de julho de 1441, Jan van Eyck morreu e foi enterrado no cemitério da Igreja de St. Donatian em Bruges. Seu epitáfio o descreveu como "um dos pintores mais notáveis" de seu tempo.

 


Principais características do estilo artístico:

 

• Busca pelo realismo, retratando os detalhes com exatidão.

 

• Uso de cores próximas à realidade.

 

• Elaboração de retratos com grande realismo meticuloso.

 

• Van Eyck foi um dos primeiros pintores flamengos a assinar suas obras de arte.

 

• Obras que retratam a riqueza da burguesia e o desenvolvimento das cidades europeias do final da Idade Média (Renascimento Urbano).

 

• Uso da técnica da pintura a óleo com perfeição.

 

• Retratação da natureza de forma minuciosa e nítida.

 

• Além de retratos, dedicou-se à pintura de temas religiosos, principalmente relacionadas à figura da Virgem.

 

• Sua principal técnica de pintura foi o óleo sobre madeira (painel).

 

Pintura mostrando pessoas adorando um cordeiro

Adoração ao cordeiro místico (1432)




Principais obras de Jan Van Eyck:

 

- A virgem na Igreja (1430).

- O homem de chapéu azul (1430).

- Retrato de um homem (1432).

- O homem do turbante vermelho (1433).

- Crucificação: o julgamento final (1430)


- Retrato de um joalheiro (1430)

- Adoração do cordeiro místico (1432).

- São Francisco recebendo os estigmas (1432).

- O casal Arnolfini (1434).

- A virgem do Chanceler Rolin (1435).

- Madona do Cônego Van der Paele (1436)


- Retrato de Jan de Leeuw (1436)

- A Anunciação (1436).


- Tríptico de Dresden (1437)

- Retrato de Giovanni Arnolfini (1438)

- A virgem na fonte (1439).

- A virgem em uma igreja (1440).



Curiosidades sobre o pintor:

 

- Alguns historiadores da arte acreditam que a obra O homem do turbante vermelho seja um autorretrato de Jan Van Eyck.

 

- Na obra O casal Arnolfini, provavelmente a mais famosa do artista, há um espelho redondo na parede do fundo do quarto do casal. Neste, aparece a imagem de uma terceira pessoa na cena. Alguns estudiosos das obras de Van Eyck acreditam que é a imagem do próprio artista, refletida neste espelho. Porém, Van Eyck foi extremamente criativo e inovador ao utilizar o recurso da arte da ilusão e da experiência do olhar.

 

- A religião de Van Eyck era a Católica Romana.

 

- Um dos principais clientes do pintor foi Felipe III, duque da Borgonha e conde de Flandres. Também trabalhou para João III da Baviera.

 

- Dois irmãos de Van Eyck, Hubert e Lambert, também eram pintores. Sua irmã Margareta também era da área das artes, pois trabalhava com miniaturas.

 

 

Obra de destaque de Jan Van Eyck:

 

O Casal Arnolfini

O Casal Arnolfini


 

Nome original: Portrait of Giovanni Arnolfini and his Wife (em inglês)


Ano de produção: 1434


Técnica utilizada e tipo: óleo no painel de madeira (carvalho).


Dimensões: 82 cm de altura x 59,5 cm de largura.


Período ou movimento artístico que pertence: Gótico Flamengo. Há vários aspectos que podem classifica-la como uma obra do Simbolismo.


Principal tema abordado: representação de um casal burguês do século XV. Giovani Arnolfini, um rico comerciante de Bruges (cidade da Bélgica) e sua esposa Giovanna Cenami.


Localização: a obra faz parte do acervo do The National Gallery de Londres (Inglaterra).

 

 



Última atualização: 20/05/2024

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).