Justiniano

As principais realizações do governo do imperador Justiniano I

Imagem de Justiniano I numa moeda de ouro da época do seu governo
Imagem de Justiniano I numa moeda de ouro da época do seu governo

 

Quem foi

 

Justiniano I foi um dos principais imperadores do Império Bizantino. Seu reinado foi do ano 527 a 565.

 

Seu nome completo era Flávio Pedro Sabácio Justiniano Augusto. Nasceu em Taurésio (Macedônia) em 482. Faleceu na cidade de Constantinopla em 565.

 

Seu governo é considerado uma das fases históricas mais importantes, o auge do Império Romano do Oriente, principalmente nas áreas militar, cultural e religiosa.

 

O governo de Justiniano e suas principais realizações:

 

- Reconquista de grandes territórios, que antes pertenciam ao Império Romano do Ocidente e foram conquistadas pelos povos germânicos. Justiniano conseguiu reconquistar a Península Ibérica dos visigodos, a região Norte do continente africano dos vândalos e a Itália dos ostrogodos.

 

- Durante seu governo, ocorreu a atualização do Direito Romano. O Código de Justiniano (Codex Justiniano) foi uma organização, compilação e atualização de todas as legislações imperiais editadas desde o governo do imperador romano Adriano (117-138).

 

- Seu governo foi marcado pelo fortalecimento do catolicismo (cristianismo oriental) no Império Bizantino, principalmente com a construção de diversas igrejas. Houve também um grande incentivo ao desenvolvimento artístico. A linda e imponente Basílica de Santa Sófia (na atual Istambul, Turquia) foi construída durante o governo de Justiniano.

 

- Um dos principais episódios ocorridos em seu governo foi a Revolta de Nika (532). Insatisfeitos com a elevada carga de impostos estatais, as camadas médias da sociedade de Constantinopla resolveram marchar em direção ao palácio imperial aos gritos da palavra grega Niké (em grego significa “vitória”). Porém, as forças militares imperiais reprimiram com violência a rebelião, deixando muitos mortos.

 

Morte de Justiniano e enfraquecimento do Império Bizantino

 

Justiniano faleceu, aos 82 anos, em 565. Com sua morte o Império Bizantino começou a perder força política, econômica e militar. Com um vasto território para controlar, os governantes seguintes não conseguiram barrar invasões, principalmente dos persas e depois dos turcos otomanos. Grande parte dos territórios conquistados por Justiniano foram sendo invadidos. O Império Romano do Oriente caiu definitivamente no ano de 1453, com a Queda de Constantinopla, realizada pelos turcos otomanos.


Imagem do imperador bizantino Justiniano I num mosaico

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Justiniano I: um dos principais imperadores do Império Bizantino.

 

 

 

Publicado em 09/04/2020
___________________________________

Revisado por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).