Francis Picabia

Francis Picabia foi um pintor francês dadaísta e surrealista.

Francis Picabia: importante representante do surrealismo francês
Francis Picabia: importante representante do surrealismo francês

 

Quem foi

 

Francis-Marie Martinez Picabia foi um reconhecido desenhista e pintor francês da primeira metade do século XX. Também obteve destaque, na fase final de sua vida, na área da poesia. É considerado um dos principais representantes do dadaísmo e, principalmente, do surrealismo francês nas artes plásticas.

 

Francis Picabia nasceu em Paris em 22 de janeiro de 1879. Faleceu em 30 de novembro de 1953 na mesma cidade em que nasceu.

 

Características de seu estilo artístico (pintura):

 

- Pintura com ênfase no estilo artístico abstrato.

 

- Usou, na primeira fase de sua vida artística, cores fortes e vivas (influência do fauvismo) com cores claras (branco principalmente).

 

- A partir de 1917, deu uma guinada em seu estilo. Passou a dar ênfase à pintura de figuras humanas. A partir de 1921, aderiu em definitivo ao surrealismo, deixando de vez o dadaísmo de sua primeira fase.

 

- Usou técnicas de colagem em suas obras.

 

- Usou a técnica de imagens transparentes sobrepostas.

 

- Representação do espaço tridimensional, utilizando técnicas diferentes das tradicionais (perspectiva, por exemplo).

 

- Nos últimos anos de sua vida, deixou as artes plásticas e passou a escrever poemas.

 

Principais obras de Francis Picabia:

 

- Mulher espanhola (1902)

 

- Danças na Primavera (1912)

 

- Entrada de Nova Iorque (1913)

 

- Vejo novamente em memória à minha querida Udnie (1914)

 

- Máquina Veloz (1918)

 

- Jovem (1926)

 

- Aello (1930)

 

- Lucie Desnos (1941)

 

- Figura e flores (1935-1945)

 

- Maternidade (1936)

 

- Primavera (1938)

 

- O louco (1948)

 

- Declaração de amor (1949)

 

- Símbolo (1950)

 

Danças na Primavera, obra de Francis Picabia

Danças na Primavera (1912): obra de Francis Picabia.


 

 

 


 

 

Revisado em 18/03/2020.

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).

Temas relacionados