Dívida Externa e suas consequências

Dívida externa é um valor que o governo e empresas devem para outros países ou bancos de outros países.

Dívida Externa: débitos provenientes de empréstimos externos
Dívida Externa: débitos provenientes de empréstimos externos

 

O que é (conceito)

 

Dívida externa é o montante de débitos que um país possui, provenientes de empréstimos feitos no exterior. Estes empréstimos são feitos com bancos estrangeiros, governos de outros países ou instituições financeiras internacionais (Fundo Monetário Internacional e Banco Mundial).

 

Consequências negativas para a economia de um país 

 

Uma dívida externa elevada pode ser prejudicial para um país, principalmente se este for pobre ou em desenvolvimento, pois cria uma dependência com relação aos credores. Muitas vezes, o país com alta dívida externa não consegue saldar toda a dívida e compromete boa parte de seus recursos para pagar os juros.

 

Dívida externa brasileira: origem e atualidade

 

O Brasil é um exemplo de país com elevada dívida externa. Nossa dívida externa começou logo após o processo de Independência (1822). Para reconhecer a Independência do Brasil, Portugal exigiu o pagamento de 3 milhões de libras esterlinas. Como o Brasil não possuía tantos recursos financeiros, fez um empréstimo junto à Inglaterra e efetuou o pagamento em 1824. Assim começou a nossa dívida externa.

 

A dívida externa bruta brasileira é de US$ 554,9 bilhões (pública e privada) - dados relativos a janeiro de 2021. - fonte: Banco Central do Brasil.

Pilhas de dólares representando a dívida externa do Brasil

Brasil possui, atualmente, dívida externa elevada.

 

 

 




atualizado em 01/12/2021