Formações campestres brasileiras

Características, o que são, tipos de formações campestres brasileiras, resumo, vegetação, exemplos

Formações Campestres: gramíneas com poucas árvores e arbustos
Formações Campestres: gramíneas com poucas árvores e arbustos

 

O que são (definição)

 

São paisagens naturais formadas, principalmente, por vegetação herbácea (ervas), gramíneas e arbustos de pequeno porte.

 

Tipos de formações campestres no Brasil

 

Pampa

 

Também conhecida como Campanha Gaúcha, este tipo de formação vegetal é encontrado, principalmente, no Rio Grande do Sul (principalmente na região meridional). A vegetação é composta basicamente por gramíneas, com presença (em menor quantidade) de arbustos (próximos a rios), árvores e plantas rasteiras.

 

Campos Serranos (Campos de Altitude)

 

Formação vegetal presente em áreas com altitude entre 700 metros e 900 metros. As principais características são a presença de gramíneas e arbustos. Esta vegetação é encontrada, por exemplo, na Chapada Diamantina (Bahia) e Serra do Caparaó (Minas Gerais e Espírito Santo).

 

Campos de cima da serra

 

Vegetação típica do Planalto Meridional da região sul do Brasil, principalmente em áreas com mais de 1.200 metros de altitude. As espécies vegetais presentes nestas áreas são adaptadas às altitudes elevadas. É uma formação vegetal pouco densa.

 

Campos Inundáveis (Campos de Hileia)

 

Presente, principalmente, em algumas áreas de várzea da região norte do Brasil (no oeste da Ilha de Marajó, em Roraima e no Amapá). Essas áreas ficam inundadas em épocas de muitas chuvas. A vegetação é adaptada a esta situação climática e hídrica. A formação vegetal nestas áreas é do tipo rasteira.