A Inquisição

História da Inquisição na Europa e no Brasil, resumo, o que foi, os julgamentos e perseguições, os tribunais, a criação da Inquisição Medieval

Integrantes da Inquisição espanhola torturando um herege
Integrantes da Inquisição espanhola torturando um herege

 

O que foi a Inquisição Medieval e sua criação


A Inquisição foi uma instituição criada no fim da Alta Idade Média (século XII) pela Igreja Católica Apostólica Romana, na França, para identificar e julgar todos aqueles considerados uma ameaça às suas doutrinas (conjunto de leis). Os que eram condenados cumpriam penas que podiam variar desde a prisão temporária ou perpétua até a morte na fogueira, onde eram queimados vivos em praça pública.

 

História e Atuação

 

Aos perseguidos não lhes era dado o direito de saber quem os denunciara, mas, em contrapartida, podiam dizer os nomes de todos seus inimigos para averiguação por parte desse tribunal medieval. Com o passar do tempo, essa forma de julgamento foi ganhando cada vez mais força e se espalhou em países como Portugal, França, Itália e Espanha.

 

Muitos cientistas foram perseguidos nessa época, censurados e até condenados por defenderem ideias contrárias à doutrina cristã. Um dos casos mais conhecidos foi o do astrônomo italiano Galileu Galilei, que afirmava que o planeta Terra girava ao redor do Sol (heliocentrismo). Ele foi poupado da fogueira, mas não do confinamento perpétuo. A mesma sorte não teve o cientista italiano Giordano Bruno, que foi julgado e condenado à morte pelo tribunal.

 

As mulheres também foram alvos de constante perseguição. Os inquisidores consideravam bruxaria todas as práticas que envolviam a cura por meio de chás ou remédios elaborados a partir de ervas ou outras substâncias naturais. As “bruxas medievais”, que nada mais eram do que conhecedoras do poder de cura das plantas, receberam, por isso, um tratamento violento e cruel.

 

Como a Inquisição se tornava cada vez mais poderosa, acabou atraindo interesses políticos. Durante o século XV, por exemplo, o rei e a rainha da Espanha se aproveitaram dessa força para perseguirem os nobres e principalmente os judeus. No primeiro caso, reduziram o poder da nobreza, já no segundo, torturaram e mataram os judeus, tomando-lhes seus bens.

 

Durante essa época milhares de pessoas foram torturadas ou queimadas vivas por acusações que, muitas vezes, não tinham fundamento. Com um poder cada vez maior nas mãos, o Inquisidor-mor chegou a desafiar reis, nobres, burgueses e outras importantes personalidades. Apenas no início do século XIX é que a perseguição aos hereges e protestantes teve fim. 

 

Inquisição no Brasil

 

No Brasil, os tribunais da Inquisição chegaram a ser instalados no período colonial, porém, não apresentaram tanta força como na Europa. Foram julgados, principalmente no Nordeste, alguns casos de heresias, além de haver perseguição de alguns judeus.

 

Curiosidades

 

- Um dos inquisidores que mais castigou hereges no século XV foi o espanhol Tomás de Torquemada. Ele ficou conhecido como o “Grande Inquisidor” e atuou na perseguição e punição de muçulmanos e judeus convertidos que moravam na Espanha.

 

- A palavra deriva do latim inquisitio,onis, cujos significados são investigação e indagação.

 

- Embora tenha praticado muitas mortes, violências e sofrimentos, ela era também chamada de "Santa Inquisição".

 

- De tempos em tempos a Inquisição organizava o Auto de fé. Este consistia num evento público, no qual os absolvidos deviam mostrar arrependimento e compromisso em respeitar as doutrinas católicas.


Auto de Fé da Inquisição, obra de Pedro Berruguete, 1475 .

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Auto de Fé, obra de Pedro Berruguete, 1475.

 

 

Artigo publicado em: 15/03/05 / Última revisão: 10/10/18
___________________________________

Por Jefferson Evandro Machado Ramos

Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).