Persas e a formação do império

Conheça a história dos persas, importante povo da Antiguidade Oriental, que habitou a região do atual Irã e formou um grande império.

Ruínas do império Persa
Ruínas do império Persa

 

Quem eram

 

Os persas formaram uma importante civilização na antiguidade oriental, ocupando a região da Pérsia (atualmente Irã, Iraque e Turquia). Esse povo dedicou-se às atividades comerciais, fazendo do comércio a principal fonte de desenvolvimento econômico.

 

O poder no Império Persa


A política no estado persa era toda dominada e executada pelo imperador (rei), soberano absoluto que mandava e controlava tudo e todos. O rei era considerado uma espécie de deus na Terra e, dessa forma, o poder era considerado de direito divino. Dentro desse sistema, o poder era hereditário, ou seja, passava de pai para filho.

 

As regiões conquistadas pelo Império Persa eram denominadas satrapias. Esses territórios, eram províncias persas, ou seja, unidades administrativas. Elas eram governadas pelos sátrapas (geralmente eram três funcionários, representantes do poder imperial persa). A função do sátrapa era cobrar impostos nas províncias e aplicar as leis persas.

 

Para facilitar a comunicação, essas províncias eram interligadas por uma rede de estradas.

 

Ciro, o grande imperador persa

 

Ciro II, o Grande, foi um dos mais importantes imperadores dos medos e persas. Durante seu reinado (560 a.C. - 529 a.C.), os persas dominaram e conquistaram vários territórios, quase sempre através de guerras. No ano de 539 a.C., conquistaram a Babilônia, ampliando o Império Persa de Helesponto (estreito no noroeste da Turquia conectando o mar Egeu ao mar de Mármara) até as fronteiras da atual Índia.

 

Outros imperadores persas de destaque: Xerxes I, Cambises I (pai de Ciro II) e Dario, o Grande.

 

relevo de Ciro, o Grande, imperador persa

Relevo de Ciro II, o Grande: um dos mais importantes imperadores do Império Persa.

 

Religião persa


A religião persa era dualista (existência do bem e do mal) e tinha o nome de Zoroastrismo ou Masdeísmo. Essa religião foi criada por Zoroastro ou Zaratustra, um grande profeta e líder espiritual. Para os seguidores dessa religião, Ormuzd (força do bem) e Arimã (força do mal) estavam sempre em conflito. Mas, no fim dos tempos, o bem venceria o mal.

 

Fim do Império Persa

 

- Os persas foram conquistados, em 330 a.C., por Alexandre, o grande, da Macedônia.

 

Curiosidades e informações históricas sobre os persas:

 

- Cambises II, rei persa entre 530 a.C. e 522 a.C., conquistou o poderoso Egito em 525 a.C.

 

- Susa, localizada na região oeste do atual Irã, foi uma das principais cidades do Império Persa. Ela foi fundada por volta do ano 4.000 a.C. e atualmente é um importante sítio arqueológica.

 

Esfinge alada do palácio de Dario, o Grande, em Susa.

Esfinge alada do palácio de Dario I, o Grande, na cidade de Susa.

 

 

Síntese do texto:

 

- O período histórico de existência da história persa foi entre os século XI a.C. e III a.C.

 

- A localização geográfica em que o império se desenvolveu foi o Oriente Médio, principalmente no atual Irã. A expansão imperial foi até o Egito.

 

- A religião praticada pelos persas foi o Zoroastrismo (dualismo: luta entre o bem e o mal).

 

- A administração persa era baseada na divisão do império em satrapias.

 

- A língua falada era o persa.

 

- Os principais imperadores dos persas foram: Ciro II, Dario II, Xerxes I e Cambises.

 

- A principal atividade econômica era o comércio.

 

 

 

 

 



Última revisão: 11/11/2020

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).