Questão Christie

A Questão Christie foi uma crise diplomática entre Brasil e Grã-Bretanha no século XIX.

William Christie: figura central no problema diplomático entre Brasil e Grã-Bretanha em 1863
William Christie: figura central no problema diplomático entre Brasil e Grã-Bretanha em 1863

 

O que foi



Trata-se de evento na área de relações diplomáticas entre o Brasil e a Grã-Bretanha. Ocorreu em 1863 e levou à quebra das relações diplomáticas entre os dois países.



Principais causas


Em 1861, o navio britânico Prince of Wales afundou na costa brasileira, tendo sua carga fora saqueada. Pouco mais de um ano depois, três marinheiros britânicos vestidos à paisana foram presos no Brasil por embriaguez e má conduta. O governo britânico considerou então essas detenções como provocação deliberada e exigiu do Brasil um pedido de desculpas pelas prisões e pela destruição do Prince of Wales. Autorizou assim William Christie, embaixador britânico no Brasil à época, a bloquear o porto do Rio de Janeiro, onde cinco navios brasileiros foram apreendidos.

 

O governo brasileiro concordou em pagar pelo Prince of Wales e soltar os marinheiros presos, mas exigiu a restituição de seus cinco navios. Os britânicos se recusaram a isso e os brasileiros cortaram relações diplomáticas com a Grã-Bretanha. Embora os britânicos nunca tenham pago pelos navios apreendidos, o Brasil restabeleceu relações diplomáticas cinco anos depois por razões econômicas.

 

Pintura do navio britânico Prince of Wales

Naufrágio do navio britânico Prince of Wales esteve no centro da crise diplomática entre Brasil e Grã-Bretanha.

 

 

 

 



Última revisão: 14/09/2020

Revisado por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).