Revolta dos Alfaiates

Conheça esse importante movimento popular que ocorreu no Brasil em 1798

Cipriano Barata: um dos principais líderes da Revolta dos Alfaiates
Cipriano Barata: um dos principais líderes da Revolta dos Alfaiates

 

O que foi

 

A Revolta dos Alfaiates foi um movimento emancipacionista, que ocorreu na Bahia entre 1798 e 1799.

 

Principais características:

 

- Ficou também conhecida como Conjuração Baiana e Revolta dos Búzios.

 

- Foi um movimento de caráter popular.

 

- A cidade de Salvador foi o principal foco do movimento.

 

- Ganhou esse nome, pois muitos participantes da revolta eram alfaiates.

 

- Além de alfaiates, participaram sapateiros, escravos, ex-escravos (negros libertos), artesãos e pessoas de profissões mais simples (com baixa remuneração). Embora em menor quantidade, membros das camadas médias, profissionais liberais, advogados, militares de baixa patente e até padres participaram do movimento.

 

Principais motivos e influências:

 

- Havia na Bahia uma grande insatisfação popular com a pobreza e elevado custo de vida para os mais pobres. Esse segundo fato era gerado, principalmente, pelo monopólio comercial exercido pelos comerciantes portugueses, que vendiam os gêneros alimentícios a preços elevados.

 

- Havia também insatisfação com relação ao fato de os portugueses ocuparem altos cargos públicos do governo baiano, deixando de lado os brasileiros.

 

- Em 1763 a coroa portuguesa transferiu a capital do Brasil de Salvador para o Rio de Janeiro. Esse fato deixou grande parte da população baiana descontente com Portugal e também pode ser considerado um dos motivos da revolta. A cidade de Salvador perdeu, com essa mudança, relevância política e econômica.

 

- Os revoltosos eram contrários à dominação política que Portugal exercia sobre o Brasil.

 

- O movimente recebeu grande influência dos ideais iluministas (liberdade de expressão, fim das injustiças sociais, emancipação das colônias, etc.).

 

- Teve como principal antecedente externo, que também influenciou o movimento, a Revolução Francesa (1789 - 1799).

 

Principais objetivos:

 

- Independência da Bahia do domínio de Portugal.

 

- Implantação na Bahia de um sistema político de caráter republicano e democrático.

 

- Estabelecer a abolição da escravatura.

 

- Realizar a abertura dos portos.

 

- Possibilitar a liberdade de comércio, tirando dos comerciantes portugueses o monopólio sobre esta atividade econômica.

 

- Aumento dos salários para a população.

 

Principais líderes da Revolta dos Alfaiates:

 

- Cipriano Barata (jornalista e cirurgião).

 

- Luís Gonzaga das Virgens (soldado).

 

- Lucas Dantas (soldado).

 

- João de Deus Nascimento (alfaiate).

 

- Manuel Faustino dos Santos Lira (alfaiate).


Manuel Fastino, um dos líderes da Revolta dos Alfaiates

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Manuel Fastino: afaiate baiano e um dos líderes da Revolta dos Alfaiates.

 

 

 

Como foi: os principais acontecimentos

 

A revolta teve início em 12 de agosto de 1798, quando muitos dos participantes do movimento foram para as ruas distribuírem panfletos e divulgarem os ideais do movimento. Porém, um dos revoltosos acabou delatando a organização do movimento para as autoridades baianas. Militares, seguindo as ordens do governo, foram para as ruas e casas para prender os líderes e principais envolvidos na revolta.

 

Fim da revolta

 

A Revolta dos Alfaiates terminou com forte repressão das forças militares do governo da Bahia. Grande parte dos líderes (das camadas pobres) foram mortos na forca.

 

Muitos integrantes foram punidos com 500 chibatadas em praça pública.

 

Cipriano Barata, um dos poucos membros da elite baiana, não sofreu a pena máxima. Foi preso e libertado em janeiro de 1800.

 

Conclusão

 

Embora não tenha atingido seus objetivos práticos, a Revolta dos Alfaiates foi um evento muito importante na História do Brasil. Sua importância se deve ao fato de ter assumido forte caráter popular com participação de muitos negros baianos. Outro aspecto importante foi a contestação do poder metropolitano, que esteve no centro dos ideais do movimento.


Bamdeira usada pelos integrantes da Revolta dos Alfaiates

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bandeira da Revolta dos Alfaiates (Conjuração Baiana): seria, provavelmente, utilizada como bandeira oficial da Bahia caso a independência fosse conquistada.

 

 

 

Publicado em 08/07/2020
___________________________________

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).