David Ricardo

David Ricardo foi um economista clássico inglês do começo do século 19.

David Ricardo: importante economista teórico do início dos século XIX.
David Ricardo: importante economista teórico do início dos século XIX.

 

Quem foi David Ricardo

 

David Ricardo foi um economista britânico do início do século XIX. É considerado um dos principais teóricos econômicos da escola (tradição) conhecida como Economia Clássica.

 

Biografia resumida

 

David Ricardo nasceu na cidade de Londres (Inglaterra) em 18 de abril de 1772. Ele era de uma grande família judia sefardita que emigrou de Portugal para os Países Baixos e depois para a Inglaterra. Seu pai, Abraham Ricardo, era um corretor de ações de sucesso, profissão que David acabaria adotando.


Em sua adolescência, a relação de Ricardo com sua família ficou tensa quando ele se converteu ao Unitarismo e fugiu com Priscilla Anne Wilkinson, uma Quaker, aos 21 anos. Isso levou ao seu afastamento de sua família, particularmente de seu pai, sendo que teve que seguir seu próprio caminho.


Após seu casamento, Ricardo começou a trabalhar como corretor na Bolsa de Valores de Londres. Sua inteligência, perspicácia e trabalho duro rapidamente deram resultados. Ele acumulou uma fortuna considerável através do mercado de títulos, tornando-se financeiramente independente aos 25 anos.


O sucesso de Ricardo nos mercados financeiros permitiu-lhe perseguir seus interesses em economia e outros estudos intelectuais. Em 1814, ele se aposentou de seus negócios para se dedicar mais plenamente aos seus interesses intelectuais, particularmente economia, embora continuasse a gerenciar seu próprio portfólio.


Ricardo comprou a propriedade de Gatcombe Park em Gloucestershire em 1814 como uma residência no campo. Ele também foi ativo na política. Em 1819, Ricardo foi eleito Membro do Parlamento por Portarlington, cargo que ocupou até sua morte.

 

Durante seu tempo no Parlamento, era conhecido por suas contribuições conhecedoras em debates sobre questões econômicas e políticas, embora seu estilo de falar fosse relatado como seco e reservado.

 

Faleceu no condado de Gloucestershire (sudoeste da Inglaterra), aos 51 anos, em 11 de setembro de 1823.



Principais ideias de sua teoria econômica:

 

Ricardo tinha uma visão contrária ao protecionismo econômico, que era praticado na mercantilista Inglaterra do começo do século XIX.

 

Defendeu a ideia de que o comércio era uma das principais fontes para o enriquecimento e o desenvolvimento de uma nação.

 

Identificou que os consumidores são beneficiados quando ocorre maior produção de bens em um país, pois além de aumentar a quantidade disponível, os preços dos produtos ficam mais baixos.

 

Seu principal foco de análise e estudo foi a Economia Mundial. Fez também importantes estudos no tocante a Teoria do Valor-Trabalho.

 

Fez importantes contribuições para as teorias do aluguel, lucros e salários.

 

Desenvolveu e propôs a Lei dos Rendimentos Decrescentes.

 

Outra teoria importante desenvolvida por esse economista foi a Equivalência Ricardiana. De acordo com essa teoria, tanto faz um governo financiar as despesas através de impostos ou através do déficit. Em ambos os casos, não ocorrerão efeitos na economia de um país.

 

Apresentou preocupações com a substituição de mão de obra humana por máquinas (fenômeno da Revolução Industrial), no curto prazo.

 

 

Principais obras de David Ricardo:

 

- O alto preço do ouro (1810)

 

- Resposta às observações práticas de M. Bosanquet sobre o "Relatório do Comitê de Ouro" ( 1811 )

 

- Ensaio acerca da influência do baixo preço do sal (1814)

 

- Princípios da política econômica e da tributação (1817)

 

- Sobre a Proteção da Agricultura (1822)

 

- Plano para a criação de um Banco Nacional (1824)

 

 

Dois importantes legados de David Ricardo para a economia

 

O legado de David Ricardo para a economia está profundamente enraizado em sua teoria da vantagem comparativa, um pilar na teoria do comércio internacional. Ricardo propôs que mesmo se uma nação for menos eficiente na produção de todos os bens em comparação com outra nação, ela ainda pode se beneficiar do comércio, especializando-se na produção de bens para os quais possui uma eficiência relativa. Essa teoria transformou a maneira como as nações percebem o comércio, mudando o foco da vantagem absoluta para a eficiência relativa. Seu modelo mostrou que o comércio poderia ser mutuamente benéfico, estabelecendo as bases para as teorias modernas de comércio internacional e globalização.


Outra contribuição significativa de Ricardo é sua teoria do aluguel, que é fundamental no campo da economia da terra. Ele postulou que o aluguel de uma terra depende de sua fertilidade em comparação com a terra menos fértil em uso. Essa teoria teve implicações profundas, não apenas para entender a economia agrícola, mas também para influenciar a economia urbana e a avaliação de propriedades. As percepções de Ricardo sobre a natureza diferencial do aluguel de terra levaram ao posterior desenvolvimento da teoria da produtividade marginal, um conceito fundamental na economia moderna que explica como os insumos na produção contribuem para a saída.

 

 

Exemplos de frases:

 

- “A diminuição de dinheiro num país e o aumento em outro não influiu no preço de apenas um produto, mas no preço de todos”.

 

- “O dinheiro não é um material para trabalhar nem uma ferramenta para trabalhar”.

 

Retrato pintado de David Ricardo

David Ricardo (pintura de Thomas Phillips)

 


Você sabia?

 

- David Ricardo foi casado com Priscilla Ann Wilkinson e com ela teve um filho.

 

- A religião de Ricardo foi o Anglicanismo.

 

- Além de Economia, David Ricardo também tinha interesse por Geologia, Literatura e Física.

 

- Entre 1819 e 1823, Ricardo fez parte do Parlamento Britânico, através da compra de um assento.

 

 




Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).

Temas relacionados