Petrarca: vida e obra

Petrarca foi um escritor humanista da literatura italiana.

Petrarca: fundamental importância para a língua italiana moderna
Petrarca: fundamental importância para a língua italiana moderna

 

Quem foi


Francesco Petrarca foi um escritor, humanista e poeta italiano do século XIV. Teve grande importância no campo cultural, pois é considerado, por muitos estudiosos, como sendo o criador do Humanismo. Fez também estudos e pesquisas sobre o latim e a língua italiana. Em sua obra se destacam os poemas, redigidos em italiano. É também considerado um importante representante do Classicismo europeu.

 

Petrarca foi de grande importância no desenvolvimento e formatação da língua italiana moderna.



Biografia resumida


Petrarca nasceu na cidade de Arezzo (Itália) em 20 de julho de 1304. Seu nascimento ocorreu logo após sua família ser exilada de Florença, o que moldou grande parte de sua vida precoce.

 

A família se mudou para Pisa e depois para Avignon, no sul da França, um centro da Igreja Católica naquela época. Petrarca recebeu sua educação inicial aqui.


Em 1316, Petrarca foi enviado para Montpellier para estudar direito, decisão tomada por seu pai. Mais tarde, continuou esses estudos em Bolonha.


Após a morte de seu pai em 1326, Petrarca abandonou seus estudos de direito, pelos quais nunca fora apaixonado, para se concentrar nos clássicos e na escrita.


Petrarca retornou a Avignon em 1326 e começou a trabalhar na igreja.


Em 1336, Petrarca escalou o Monte Ventoux, um evento significativo em sua vida que ele documentou em detalhes, simbolizando sua busca pelo conhecimento.


Petrarca passou grande parte de sua vida viajando pela Itália, França, Alemanha e Espanha, muitas vezes em busca de textos clássicos.


Acredita-se que Petrarca se apaixonou por uma mulher chamada Laura de Noves em 1327, que inspirou grande parte de sua poesia. No entanto, ela era casada com outro homem, e a relação deles permaneceu platônica.


Petrarca teve dois filhos ilegítimos, um filho, Giovanni, nascido em 1337, e uma filha, Francesca, nascida em 1343. A identidade da mãe não é bem documentada.

Embora nunca tenha tomado ordens sagradas, Petrarca ocupou inúmeros cargos clericais. Ele também foi coroado como poeta laureado em Roma em 1341, uma honra significativa.

Petrarca passou seus últimos anos em Pádua, Arquà (agora Arquà Petrarca), onde continuou suas escritas e correspondências com outros estudiosos.


Petrarca morreu na cidade de Arquà (Itália) em 19 de julho de 1374.

 

 

Principais características do seu estilo literário:

 

Presença de características da literatura clássica greco-latina.

 

Em algumas de suas obras (principalmente em Odes a Laura) estão presentes marcas da religiosidade medieval cristã.

 

Há também, em alguns de seus poemas, características das canções de cavalaria do século XIII.



Lista das principais obras:


- Triunfos

- Meu livro secreto

- Sobre os homens famosos

- Sobre o lazer religioso

- Sobre a vida solitária

- Itinerário para a Terra Santa

- Epístola

- Odes a Laura

- De África



Exemplos de Frases:


- "Coisa bela e mortal passa e não dura".

 

- "O valor tomará armas contra o furor. E que seja breve o combate! Pois a coragem antiga ainda não acabou. no coração dos italianos".

 

- "A razão fala e o sentimento morde".

 

- "Uma morte bela honra toda a vida".

 

- "Cinco grandes inimigos da humanidade estão dentro de nós: a avareza, a ambição, inveja, raiva e orgulho".

 

Estátua do poeta Petrarca
Estátua de Francesco Petrarca: o "pai do humanismo e da literatura italiana".

 

 



Revisado por: Professor Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).

Temas relacionados