Transgênicos: vantagens e desvantagens

Veja no texto abaixo o que são os transgênicos e suas vantagens e desvantagens.

Soja transgênica: mais resistente e aumento na produção
Soja transgênica: mais resistente e aumento na produção

 

O que são transgênicos

 

Os transgênicos são também conhecidos como organismos geneticamente modificados ou OGMs. Com o avanço da engenharia genética, vários estudos científicos têm demonstrado evolução significativa nas técnicas de modificação do material genético de plantas e outros seres vivos. Alvo de discussões sobre vantagens e desvantagens, a ciência dos transgênicos está em pleno desenvolvimento. Ambientalistas apontam para os impactos no meio ambiente. Agricultores enaltecem os benefícios econômicos dos transgênicos.

 

Transgênicos na agricultura 


Os organismos transgênicos apresentam uma ou mais características que garantem qualidade mais alta. Os genes de plantas e animais são selecionados e manipulados em laboratório. Os organismos geneticamente modificados são transferidos para locais destinados ao cultivo agrícola ou à criação pecuária. Então, a produção da lavoura ou do rebanho é aumentada. A diminuição dos custos também pode acontecer.

 

Através da modificação genética, são usadas as técnicas:

 

- Dedo de zinco


- Mutagênese oligo-dirigida


- Cisgenia e intragenia

 

Na agricultura, uma técnica muito utilizada é a introdução de genes ou partes deles em plantas. Desta forma, consegue-se que a própria planta possa se defender de determinadas doenças e pragas. Por exemplo, fragmentos de vírus foram introduzidos no DNA de uma variedade de feijão. Os fragmentos ativaram o sistema imunológico das plantas adultas e elas não experimentaram o ataque dos vírus.

 

Vantagens e desvantagens


Como mencionado acima, uma das vantagens é fazer a lavoura ficar mais resistente a doenças. Na pecuária bovina, o benefício pode ser o aumento na eficiência de aproveitamento do capim pelo gado.

 

Dentre as desvantagens estão a ausência de controle sobre efeitos indesejados. Como os cientistas não conseguem prever em que local do DNA o material genético “estranho” será adicionado, pode ser que algumas funções do OGM passem a não ser tão eficientes. Outra desvantagem é que os OGMs dão origem a alimentos (grãos, farinhas, óleos, etc.) que entrarão em contato com o intestino dos humanos. No intestino, pode ser que o material genético “estranho” seja incorporado por bactérias. Se esse material conferir resistência a antibióticos, as bactérias que causam problemas de saúde podem ficar resistentes ao antibiótico.

 

Símbolo para idenficar os alimentos transgênicos

Símbolo para idenficar os alimentos transgênicos

 

 

Saiba mais:

 

- Obtenha mais informações sobre os alimentos transgênicos no website do IDEC.

 

 

 

 


 

 

Artigo publicado em: 18/08/2011 - Última revisão: 28/10/2020

Por Milene Moura Martins

Graduada em Ciências Biológicas pela UFMG,  com mestrado pela UNESP e doutorado em Zoologia pela USP.