Almeida Júnior

Biografia, estilo artístico, quem foi, principais obras, características, seu estilo artístico, pintor do Realismo, bibliografia indicada, curiosidade

Almeida Júnior: importante pintor do Realismo no Brasil
Almeida Júnior: importante pintor do Realismo no Brasil

 

Biografia resumida

 

José Ferraz de Almeida Júnior nasceu em Itu (São Paulo) em 1850 e faleceu em Piracicaba (São Paulo) em 1899, vítima de um crime passional (foi morto pelo primo, marido de Maria Laura do Amaral, com quem o pintor manteve um romance por anos). Foi considerado um dos maiores artistas nacionais pela abordagem da temática do regionalismo e da cultura caipira, sendo um dos precursores do Realismo brasileiro. Em 1869, ingressou na Academia Imperial de Belas-artes (Aiba), no Rio de Janeiro, concluindo seus estudos em 1874. Voltou então para Itu, onde abriu um estúdio e trabalhou como professor de desenho e retratista. Patrocinado diretamente por Dom Pedro II, que se impressionou com suas obras em uma visita ao interior de São Paulo, estudou em Paris na École National Supérieure des Beaux-arts (Escola Nacional Superior de Belas-artes) entre 1876 e 1882. Embora tenha sido convidado posteriormente por Victor Meirelles (1832-1903) para dar aulas na Aiba, acabou permanecendo em São Paulo, onde fundou um novo ateliê em 1883 e onde veio a contribuir para o amadurecimento artístico da cidade.

 

Principais características do estilo artístico e movimento de que fez parte

 

Almeida Júnior foi um dos pintores que mais bem assimilou o legado do Realismo francês de Gustave Courbet (1819-1877) e de Jean-François Millet (1814-1875), com quem teve aulas em Paris, tendo estabelecido uma ligação entre o verismo intimista e a rigidez formal do academicismo. O Realismo, por sua vez, foi um movimento que surgiu em meados do século XIX em contraposição ao Romantismo, e suas principais características são a observação da realidade (como contexto social), da razão e da ciência, além do repúdio da excentricidade e da superficialidade românticas.

 

Ao longo de sua carreira, Almeida Júnior praticou diversos tipos de pintura. No início, dedicava-se a temas religiosos e históricos, mas no fim de sua vida voltou-se ao tema do regionalismo, conquistando, com isso, seu lugar na história da arte brasileira. Seus principais trabalhos desta última fase são Caipira Picando Fumo (1893), Amolação Interrompida (1894) e O Violeiro (1899), nas quais ele se aproxima do dia a dia do homem do interior e da temática naturalista, mantendo-se distante das fórmulas generalistas da pintura acadêmica. Apesar da introdução de novas técnicas nessas telas, como a gestualidade mais livre e a luminosidade solar presente no clareamento da paleta, Almeida Júnior não abandona as lições de desenho e a composição geométrica de sua formação.

 

Principais obras:

 

- Moça com livros (sem data)

- Caipira Picando Fumo, 1893

- A Partida da Monção, 1897

- Caipiras Negaceando, 1888

- O Descanso do Modelo, 1882

- Leitura, 1892


- Saudades, 1899

- A Pintura (Alegoria), 1892


- Recado difícil, 1895

- A Fuga para o Egito, 1881


- O violeiro, 1899

 

Curiosidade

O dia do artista plástico brasileiro é comemorado em 8 de maio, data de nascimento do pintor.


Leitura, obra de Almeida Júnior

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leitura (1892): obra de Almeida Júnior

 

 

Fontes:

http://enciclopedia.itaucultural.org.br/
pessoa18736/almeida-junior

https://www.guiadasartes.com.br/
jose-ferraz-de-almeida-junior/resumo

https://seuhistory.com/hoje-na-historia/
morre-o-pintor-brasileiro-almeida-junior

https://pt.wikipedia.org/wiki/
Almeida_J%C3%BAnior

https://pt.wikipedia.org/wiki/Realismo