Massa de Ar Polar Atlântica

Características principais, origem, como atua no clima do Brasil, resumo, bibliografia, friagens, estados por onde passa

Geada provocada pela Massa Polar Atlântica no extremo sul do Brasil
Geada provocada pela Massa Polar Atlântica no extremo sul do Brasil

 

Introdução (origem e área de atuação)

 

A massa de ar Polar Atlântica tem origem na região marítima que envolve o extremo sul do Oceano Atlântico e Oceano Antártico. Atua, principalmente, durante o inverno na região sul do continente americano, período em que provoca queda brusca das temperaturas, geadas e até neve em cidades do extremo sul da América do Sul.

 

Principais características:

 

- Na região de sua origem (Oceano Antártico), ela é uma massa de ar extremamente fria e seca, pois a evaporação da água nesta região é muito baixa (quase nula).

 

- Da região Antártica ela segue em direção norte e, ao penetrar na região sul do Brasil e caminhar pelo litoral sul, esta massa de ar ganha umidade do Oceano Atlântico, gerando a formação de frentes frias e provocando  muitas chuvas na região sul (muitas vezes chega à região Sudeste).

 

- Estados brasileiros que sofrem a influência dessa massa de ar (em ordem de intensidade, da maior para a menor): Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Amazonas (região do extremo sul).

 

- Quando estas frentes frias são intensas, podem chegar até as regiões Norte e Centro-Oeste do Brasil (com baixa intensidade). Com muitas nuvens, costumam baixar a temperatura nestas regiões. Este fenômeno é popularmente chamado de friagem.

 

- A chegada da massa de ar Polar Atlântica até o norte do Brasil é favorecida pelo relevo da região por onde passa. As planícies centrais do Brasil servem como uma espécie de corredor (formado pelos Andes a oeste e planaltos a leste), facilitando o deslocamento das massas de ar em direção ao norte.

 

- Essa massa de ar tem grande responsabilidade pela existência do clima polar na região extremo sul da América (região da Antártida). Ela é responsável por temperaturas baixíssimas, podendo chegar a -40°C na estação do inverno.