Globalização

A globalização é um modelo econômico e social com ênfase nos contatos e trocas culturais, econômicas e sociais entre os países.

Globalização: contatos comerciais, culturais, financeiros e tecnológicos em nível global
Globalização: contatos comerciais, culturais, financeiros e tecnológicos em nível global

 

O que é Globalização (definição)

 

Podemos dizer que é um processo ou modelo econômico e social que estabelece uma integração entre os países e as pessoas do mundo todo. Através deste processo, as pessoas, os governos e as empresas trocam ideias, realizam transações financeiras e comerciais e espalham aspectos culturais pelos quatro cantos do planeta.

 

O conceito de Aldeia Global se encaixa neste contexto, pois está relacionado com a criação de uma rede de conexões, que deixam as distâncias cada vez mais curtas, facilitando as relações culturais e econômicas de forma rápida e eficiente.


Origens da Globalização

 

Muitos historiadores afirmam que este processo teve início nos séculos XV e XVI com as Grandes Navegações e Descobertas Marítimas. Neste contexto histórico, o homem europeu entrou em contato com povos de outros continentes, estabelecendo relações comerciais e culturais. Porém, a globalização efetivou-se no final do século XX, logo após a queda do socialismo no leste europeu e na União Soviética. O neoliberalismo, que ganhou força na década de 1970, impulsionou o processo de globalização econômica.

 

Principais características da globalização:

 

 

1. As empresas multinacionais e o uso das tecnologias

 

Com os mercados internos saturados, muitas empresas multinacionais (possuem filiais em outros países fora de sua sede) buscaram conquistar novos mercados consumidores, principalmente dos países recém-saídos do socialismo. A concorrência fez com que as empresas utilizassem cada vez mais recursos tecnológicos para baratear os preços e também para estabelecerem contatos comerciais e financeiros de forma rápida e eficiente. Neste contexto, entra a utilização da Internet, das redes de computadores, dos meios de comunicação via satélite, etc. 


2. Produção de mercadorias com redução de custos

 

Outra característica importante da globalização é a busca pelo barateamento do processo produtivo pelas indústrias. Muitas delas produzem suas mercadorias em vários países com o objetivo de reduzir os custos. Optam por países onde a mão de obra, a matéria-prima e a energia são mais baratas. Um tênis, por exemplo, pode ser projetado nos Estados Unidos, produzido na China, com matéria-prima do Brasil, e comercializado em diversos países.

 

3. O mercado financeiro

 


Para facilitar as relações econômicas, as instituições financeiras (bancos, casas de câmbio, financeiras) criaram um sistema rápido e eficiente para favorecer a transferência de capital e comercialização de ações em nível mundial.


Investimentos, pagamentos e transferências bancárias, podem ser feitos em questões de segundos através da Internet ou de telefone celular.

 

Bolsa de Valores

Bolsa de valores: tecnologia e negociações em nível mundial.



4. Os países que mais se beneficiaram

 

Os tigres asiáticos (Hong Kong, Taiwan, Cingapura e Coreia do Sul) são países que souberam usufruir dos benefícios da globalização. Investiram muito em tecnologia e educação nas décadas de 1980 e 1990. Como resultado, conseguiram baratear custos de produção e agregar tecnologias aos produtos. Atualmente, são grandes exportadores e apresentam ótimos índices de desenvolvimento econômico e social.

 

A China também conseguiu obter grandes vantagens com a globalização econômica. Oferecendo baixos custos de produção e mão de obra bem preparada, conseguiu desenvolver sua indústria nacional e atrair muitas empresas estrangeiras para o solo chinês. O resultado disso foi o elevado crescimento do PIB nos últimos anos.


5. Blocos Econômicos e Globalização

 

Dentro deste processo econômico, muitos países se juntaram e formaram blocos econômicos, cujo objetivo principal é aumentar as relações comerciais entre os membros. Neste contexto, surgiram a União Europeia, o Mercosul, a Comecom, o NAFTA, o Pacto Andino e a Apec. Estes blocos se fortalecem cada vez mais e já se relacionam entre si. Desta forma, cada país, ao fazer parte de um bloco econômico, consegue mais força nas relações comerciais internacionais.

 

Porto com guindaste e containers

A globalização dinamizou as relações comerciais entre países e blocos econômicos.

 

 

6. Internet, Aldeia Global e a Língua Inglesa

 

Como dissemos, a globalização extrapola as relações comerciais e financeiras. As pessoas estão cada vez mais descobrindo na Internet uma maneira rápida e eficiente de entrar em contato, através de redes sociais, com pessoas de outros países ou, até mesmo, de conhecer aspectos culturais e sociais de várias partes do planeta. Junto com a televisão, a rede mundial de computadores quebra barreiras e vai, cada vez mais, ligando as pessoas e espalhando as ideias, formando assim uma grande Aldeia Global. Saber ler, falar e entender a língua inglesa torna-se fundamental dentro deste contexto, pois é o idioma universal e o instrumento pelo qual as pessoas podem se comunicar.

 

Figura mostrando meios de comunicação digital

A Internet foi fundamental para o surgimento de um mundo interconectado e globalizado.

 

 

7. Valorização do consumismo (sociedade de consumo).

 

8. Avanço do ideal de Internacionalismo em detrimento do Nacionalismo.

 

9. Avanço do modelo econômico neoliberal.

 

10. Transferências de empresas para países com baixos custos de produção (mão de obra, energia e impostos). Neste sentido, países como China, Índia, Taiwan, Cingapura e Vietnã receberam muitas empresas de diversos países.

 

Tela de computador com códigos e abaixo uma mulher com o notebook num datacenter

Tecnologia da Informação: seu uso e importância é uma das principais características da globalização do mundo atual.

 

 



Artigo atualizado em 23/05/2022

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).