Desglobalização

O que é, conceito, características, resumo, crise mundial, exemplos atuais, significado, relação com o Brexit, conclusão

Brexit: indício da desglobalização?
Brexit: indício da desglobalização?

 

O que é (significado) e relação com o Brexit


Desglobalização é um termo usado por alguns economistas e cientistas sociais, principalmente, para fazer referência a um suposto processo atual de esfacelamento dos ideais da globalização econômica, social e cultural que ganhou força nas últimas quatro ou cinco décadas.

 

Este conceito ganhou força e passou a ser mais utilizado a partir de junho de 2016, com a vitória do Brexit no referendo popular ocorrido no Reino Unido. Na ocasião, a maioria dos britânicos votou pela saída do Reino Unido da União Europeia. Este fato foi um duro golpe no principal bloco econômico mundial e também no ideal de construção de uma Europa integrada e sem barreiras sociais, econômicas e culturais.

 

Principais fatos e argumentos usados para justificar o desenvolvimento de um processo de desglobalização:

 

- A vitória do movimento Brexit no Reino Unido, que tirou o Reino Unido da União Europeia. Este fato pode incentivar outros países da União Europeia a sair do bloco, levando-o, no pior dos cenários, ao seu término.

 

- Crescimento de movimentos separatistas na Europa. Exemplos: Escócia que pretende sair do Reino Unido. Catalunha que pretende sua autonomia em relação à Espanha.

 

- Crescimento de movimentos e partidos políticos nacionalistas na Europa.

 

- Crise financeira mundial de 2008, que teve início nos Estados Unidos e se espalhou pelos quatro cantos do mundo, levando recessão, desemprego e desconfiança. Esta crise é associada, por muitos economistas, a deficiências na globalização financeira.

 

- Dificuldade de estabelecimento de relações econômicas entre blocos econômicos. As relações entre Mercosul e União Europeia, por exemplo, vem sendo discutidas a um bom tempo, sem chegar a resultados efetivos.

 

- Enfraquecimento do Mercosul (Mercado Comum do Sul).

 

- Travamento das negociações da proposta da criação da ALCA - Área de Livre Comércio das Américas.

 

- Crescimento de um sentimento mundial (principalmente em países que valorizam as tradições culturais) de que a globalização prejudica a manutenção da identidade cultural de cada país.

 

Conclusão

 

A maioria dos estudiosos e analistas de política internacional não acredita que esteja ocorrendo um processo de desglobalização. Eles apontam que há sim uma crise normal e momentânea no processo de globalização, que para eles é irreversível em função da nova ordem mundial. O mundo atual necessita de troca de mercadorias, ideias, conhecimentos científicos, serviços e outras formas de integração para gerar riquezas e desenvolvimento social no mundo. Estas necessidades irão garantir o funcionamento do processo de globalização. Para estes analistas, após esta crise, o processo de globalização irá se fortalecer e encaminhar o mundo para melhores condições nas próximas décadas.