Economia na Grécia Antiga

A agricultura e o comércio marítimo eram as principais atividades econômicas da Grécia na Antiguidade.

Moeda usada na Grécia Antiga
Moeda usada na Grécia Antiga

 

Características gerais


A Grécia Antiga possuía uma economia dinâmica, considerada uma das civilizações da antiguidade que apresentou grande desenvolvimento econômico. A agricultura, o artesanato e o comércio marítimo foram as principais atividades econômicas das cidades-Estado gregas (pólis).



PRINCIPAIS ASPECTOS DA ECONOMIA DA GRÉCIA ANTIGA

 

 

Agricultura e pecuária


Embora o território grego apresente muitas montanhas, a agricultura foi praticada nos vales férteis. A agricultura foi a base da economia na Grécia Antiga. Uvas, azeitonas e cereais foram os produtos agrícolas mais cultivados pelos gregos. As uvas foram muito usadas na produção de vinho, enquanto as azeitonas na de azeite. Ervas e vegetais também eram cultivados. Porém, conforme a população grega ia crescendo, sobretudo a partir do século V a.C., tornou-se necessária a importação de gêneros agrícolas.

 

A pecuária não se desenvolveu muito na Grécia Antiga em função, principalmente, da falta de áreas destinadas ao pasto. A criação de cabras e ovelhas foram as atividades pecuárias que mais se desenvolveram.

 

Nas unidades de produção agrícola da Grécia Antiga era comum o emprego de mão de obra livre e também escrava.

 

Artesanato


O artesanato foi uma importante atividade econômica na Grécia Antiga. Os artesãos eram trabalhadores livres e faziam diversas mercadorias (móveis, joias, roupas, sapatos, objetos de cerâmica, ferramentas, armas, etc.).

 

Objetos de cerâmica foram muito produzidos pelos artesãos gregos, sendo as ânforas decoradas um dos principais elementos do artesanato grego. Estas ânforas eram usadas no transporte, principalmente, de azeite, perfumes e vinho.

 

Comércio Marítimo


O litoral recortado e a grande presença de ilhas favoreceram o desenvolvimento do comércio marítimo na Grécia Antiga. Os gregos mantiveram contatos comerciais, via mar, com o Egito, colônias gregas na Ásia Menor, Sicília e cidades ao longo do litoral do Mar Negro.

 

Os principais produtos importados pelos gregos eram: linho, trigo, resina, papiro (principalmente do Egito), especiarias e madeira. Exportavam muito vinho, azeite e produtos de cerâmica (pratos, ânforas, potes, etc.).

 

Os contatos e relações comerciais dos gregos com outras civilizações e cidades foram de fundamental importância para suprir as necessidades das cidades-Estado gregas. Logo, atuaram como fator de redução de conflitos agrários, além de favorecer a expansão cultural e o enriquecimento das cidades-Estado.

 

Moeda


Várias cidades-Estado gregas usaram moedas de metal (prata, bronze e liga de ouro e prata), que foi de fundamental importância para dinamizar o comércio grego. A técnica de cunhagem de moedas de metal surgiu por volta de meados do século VI a.C. nas cidades de Atenas e Egina.

 

Além de servirem para comprar e vender mercadorias, as moedas também eram usadas como fonte de renda para os gregos.

 

Pintura de ânfora grega mostrando comerciantes pesando mercadorias.

O comércio foi uma das principais atividades econômicas da Grécia Antiga. Na imagem acima podemos ver dois comerciantes gregos pesando mercadorias (pintura em ânfora grega).

 

 



Última revisão: 09/10/2020

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).