Revoltas Regenciais e suas causas

Saiba quais foram as revoltas ocorridas no período das regências, quando e onde ocorreram e suas causas

Cabanagem: revolta ocorrida na província do Grão Pará
Cabanagem: revolta ocorrida na província do Grão Pará

 

As principais revoltas regenciais na História do Brasil, quando e onde ocorreram, suas causas e característica:

 

 

Introdução

 

O Período Regencial ocorreu entre os anos de 1831 e 1840. Foi marcado por instabilidade política, crises e ocorrências de diversas revoltas sociais em muitas províncias.

 

Essas revoltas tiveram como causas, principalmente, os problemas econômicos e a pobreza de grande parte da população, além de ideais separatistas. Esses fatores geraram muita insatisfação social. Elas foram duramente reprimidas pelas forças do Império brasileiro.

 

Balaiada – ocorreu no Maranhão entre 1831 e 1841. Foi uma revolta de caráter popular (participação de escravos, mestiços e homens brancos pobres) contra o prefeito, militares e funcionários públicos portugueses. Para os revoltosos, esses portugueses eram os responsáveis pela opressão do povo.

 

Cabanagem – ocorreu na província do Grão Pará entre 1833 e 1839. Revolta popular que contou com a participação de muitos índios, mestiços e brancos pobres. A revolta foi liderada por comerciantes e fazendeiros, que estavam insatisfeitos com a nomeação, feita pelo governo regencial, do presidente da província. Já os mais pobres, esperavam conquistar melhores condições de vida caso o movimento fosse vitorioso.

 

Revolta dos Malês – ocorreu na Bahia no ano de 1835. Movimento popular ocorrido em Salvador com a participação de grande quantidade de negros livres (artesãos, pequenos comerciantes, alfaiates, etc.), que seguiam o islamismo. Esse fato fazia com que sofressem muita discriminação social e dificuldades de crescimento em suas atividades. Esses foram os principais motivos, que geraram a revolta.

 

Sabinada – ocorreu na Bahia entre 1837 e 1838. Essa revolta foi liderada pelo médico Francisco Sabino (daí vem o nome do movimento) e teve a participação de militares e camadas médias e altas da sociedade baiana. Os revoltosos estavam insatisfeitos com as ações políticas do governo regencial, que privilegiava os portugueses. Os militares eram contrários ao envio de soldados baianos para lutarem na Guerra dos Farrapos, que ocorria na região Sul do país. Havia também forte descontentamento com os baixos salários recebidos pelas camadas médias da população.

 

Guerra dos Farrapos ou Revolução Farroupilha – ocorreu no Rio Grande do Sul entre 1835 e 1845. Os revoltosos (chamados de farroupilhas) desejavam liberdade para as províncias e reformas, que pudessem garantir a descentralização política no império. Também eram contrários aos elevados impostos, que o governo regencial cobrava sobre produtos produzidos no Rio Grande do Sul (principalmente charque e couro).


Batalha durante a Revolução Farroupilha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Batalha no Sul do Brasil - durante a Revolução Farroupilha (pintura de Oscar Pereira da Silva).

 

 

 

Publicado em 21/04/2020
___________________________________

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).