Ares - deus grego

Ares era o deus da guerra na mitologia grega.

Escultura de Ares, deus da guerra
Escultura de Ares, deus da guerra

 

Quem era, história, poderes e outras características:

 

Ares, na mitologia grega, era o deus da guerra. Filho de Zeus (deus dos deuses), e Hera (deusa do casamento, irmã e esposa de Zeus).



De acordo com a Ilíada (poema de Homero), Ares tinha uma quadriga (carroça puxada por 4 cavalos). Os garanhões, de acordo com o poema, eram imortais e soltavam fogo pelas narinas.



Os gregos costumavam fazer sacrifícios de animais, na noite anterior aos combates, para conseguir a ajuda do deus Ares.



De acordo com os mitos gregos, o deus Ares teve vários filhos e filhas. Entre eles, podemos citar: Cicno (ladrão de estradas que foi assassinado pelo herói Herácles); Anteros, Deimos e Phobos (filhos de Ares com Afrodite) e Hipólita (filha de Ares com a rainha amazona Otréra).

 

De acordo com vários mitos, Ares adorava armas de guerra e era um deus sanguinário. Sua moradia ficava no Monte Olimpo, junto com outros importantes deuses gregos.

 

Curiosidades mitológicas:

 

- Na mitologia romana, Ares era identificado como Marte (deus da guerra e da agricultura).

 

- O símbolo mais associado a esse deus era a lança de guerra. Mas também associavam outras armas de guerra como, por exemplo, o escudo, o capacete, além da tocha flamejante.

 

- Ares, de acordo com os mitos, teve várias esposas. Porém, a mais importante foi Afrodite (deusa da beleza, do prazer, da procriação e da paixão).

 

Escultura de Ares, deus da guerra na mitologia grega

Ares: deus da guerra na mitologia grega.

 

 

 

 



Última revisão: 04/06/2020

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).