Cultura romana antiga

Resumo dos principais aspectos da cultura romana antiga, características, contexto histórico, arquitetura, latim, religião, romanização e infraestrutura.

Escultura romana: forte influência grega
Escultura romana: forte influência grega

 

Contexto histórico

 

Segundo a lenda, Roma foi fundada em 753 a.C. por Rômulo. Em 509 a.C., tornou-se uma república governada pelo Senado e pelo povo romano. Durante esse período, conquistou o restante da Itália e depois se expandiu para a França, Espanha, Turquia, norte da África e Grécia. A República, no entanto, entrou em colapso no final do primeiro século a.C., e uma guerra civil teve início.

 

Em 31 a.C., Otaviano, filho adotivo de Júlio César, derrotou Cleópatra e Marco Antônio em Ácio, pondo fim à guerra. Embora muitos esperassem que a República fosse restaurada, um novo sistema político se formou, e o imperador tornou-se o centro do império. Em teoria, Augusto (como Otaviano passou a ser chamado) era apenas o primeiro cidadão e governava com consentimento do Senado, mas ele era de fato a autoridade suprema do Império, podendo inclusive transmitir seus poderes a um herdeiro.

 

O Império Romano desfrutou de grande prosperidade à medida que conquistava mais cidades, e bens, pessoas e ideias circulavam livremente. Os imperadores expandiram o território de Roma por todo o Mediterrâneo, a Grã-Bretanha, grande parte da Europa setentrional e central e o Oriente Próximo. Mas Roma não só ocupou grande parte do mundo conhecido em seu auge, como também existiu por quase mil anos. Seu legado é ainda hoje percebido na cultura ocidental em várias áreas.

 

Romanização

 

A cultura romana é vasta e foi elaborada durante o Império. Suas instituições e infraestruturas eram cobiçadas por várias civilizações que desejavam se beneficiar das vantagens que elas proporcionavam. Os romanos, convictos da superioridade de seu sistema, o impõem ao povo conquistado, o que ficou conhecido como romanização.

 

Uma peculiaridade dos romanos, no entanto, é que não rejeitavam a cultura dos povos conquistados. Pelo contrário, acrescentavam elementos dela à sua própria. Essa característica da romanização tinha como objetivo facilitar a adesão de novos povos ao modo de vida romano.

 

Latim

 

Os moradores das províncias conquistadas podiam participar das novas atividades trazidas pelos romanos: negócios, cerimônias religiosas e vida pública. Para tanto, deveriam usar a língua dos romanos, o latim, que se espalhou muito rapidamente por grande parte da Europa Ocidental. Muitas línguas evoluíram a partir dele e são chamadas de “línguas românicas”, tais como o francês, o espanhol, o português, o italiano e o romeno. Cerca de oitocentos milhões de pessoas hoje falam uma língua românica.

 

Infraestrutura

 

Logo após a conquista de um novo território, os romanos construíam infraestruturas que desempenhavam diferentes papeis. Algumas serviam para provar o poder de Roma, enquanto outras visavam melhorar as condições de vida dos habitantes da região.

 

Entre as principais obras de infraestrutura romana, estão os aquedutos, que foram construídos em todo lugar e têm a vantagem de levar água potável aos centros das cidades. Para contornar obstáculos geográficos, são construídas pontes e até túneis para permitir que a água chegue.

 

Os romanos também construíram estradas que contribuíram para o aumento do comércio e ajudaram seus exércitos a se mover rapidamente. Muitas dessas estradas são usadas até hoje.

 

Religião e arquitetura

 

A religião e a arquitetura romanas são grandemente influenciadas pela cultura grega. Os deuses presentes na religião grega são encontrados quase todos na religião romana com nomes diferentes. No que diz respeito à arquitetura, mais uma vez, os romanos foram inspirados pela arquitetura grega quando empreenderam a construção de seus edifícios.

 

Entre essas construções, estão os arcos do triunfo, monumentos erguidos em honra dos generais romanos que retornavam a Roma como vencedores. Com o tempo, foram levantados em vários locais do Império para comemorar eventos importantes.

 

Por fim, o último período do Império Romano teve um grande impacto sobre a religião europeia com a disseminação do cristianismo. Roma era o berço da Igreja Católica, a qual teria grande influência sobre a Europa pelos próximos mil anos. Hoje, o cristianismo é a maior religião do mundo.


Arco do Triunfo da Roma Antiga

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Arco de Tito, no Fórum Romano: exemplo de arquitetura romana antiga.

 

 

Fontes

https://www.khanacademy.org/humanities/ancient-art-civilizations/
roman/beginners-guide-rome/a/introduction-to-ancient-rome

https://www.history.com/topics/ancient-history/ancient-rome

https://www.ancient.eu/Rome/

http://www.alloprof.qc.ca/BV/pages/h1430.aspx