Abolicionismo no Brasil

O Abolicionismo foi um movimento político favorável à libertação dos escravos no Brasil, na segunda metade do século XIX.

José do Patrocínio: um dos principais representantes do abolicionismo brasileiro
José do Patrocínio: um dos principais representantes do abolicionismo brasileiro

 

O que foi - definição

 

O Abolicionismo pode ser definido como um movimento político e social que defendeu e lutou pelo fim da escravidão no Brasil, na segunda metade do século XIX. O abolicionismo no Brasil contou com participação de vários segmentos sociais como, por exemplo, políticos, advogados, médicos, jornalistas, artistas, estudantes, etc.

 

Conquistas do movimento abolicionista no Brasil

 

As grandes conquistas do movimento abolicionista no Brasil foram: Lei do Ventre Livre (1871), Lei dos Sexagenários (1885) e Lei Áurea (1888). Esta última e mais importante, estabeleceu legalmente o fim da escravidão e a liberdade dos escravos.

 

Principais representantes do abolicionismo no Brasil:

 

- Rui Barbosa (político, escritor e diplomata).

 

- José do Patrocínio (jornalista, escritor a ativista político).

 

- Angelo Agostini (desenhista e cartunista)

 

- Joaquim Nabuco (diplomata, historiador e político).

 

- Tobias Barreto (poeta e intelectual).

 

- Francisco de Paula Brito (escritor, dramaturgo, jornalista e tipógrafo).

 

- Castro Alves (poeta).

 

- André Rebouças (engenheiro e inventor).

 

- Luis Gama (jornalista, advogado e escrivão de polícia).

 

- Francisco José do Nascimento (líder jangadeiro).

 

Você sabia?

 

- Nos Estados Unidos a abolição da escravatura ocorreu em 1863, através de um documento chamado de "Proclamação de Emancipação".


Monumento em homenagem ao abolicionista Joaquim Nabuco.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Monumento em homenagem ao abolicionista Joaquim Nabuco, um dos principais defensores da abolição da escravatura no Brasil. O monumento histórico está localizado na Praça Joaquim Nabuco em Recife (Pernambuco).

 

 

 

 

 

 

Última revisão: 24/09/2020
___________________________________

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).