Brics - Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul

As principais características do Brics, significado da sigla, países que formam o bloco e seus objetivos.

Os países emergentes do Brics
Os países emergentes do Brics

 

Introdução: o que é e países que fazem parte

 

O termo BRIC foi criado em 2001 pelo economista inglês Jim O'Neill para fazer referência a quatro países Brasil, Rússia, Índia e China. Em abril de 2011, foi adiciona a letra "S" em referência a entrada da África do Sul (em inglês South Africa). Desta forma, o termo passou a ser BRICS. 

 

Estes países emergentes possuem características comuns como, por exemplo, bom crescimento econômico. Ao contrário do que algumas pessoas pensam, estes países não compõem um bloco econômico, apenas compartilham de uma situação econômica com índices de desenvolvimento e situações econômicas parecidas. Eles formam uma espécie de aliança que busca ganhar força no cenário político e econômico internacional, diante da defesa de interesses comuns. A cada ano ocorre uma reunião (cúpula) entre os representantes destes países, que buscam formalizar acordos e medidas com claros objetivos de compor um bloco econômico.

 

Características comuns destes países:



- Economia estabilizada recentemente;


- Situação política estável;


- Mão de obra em grande quantidade e em processo de qualificação;


- Níveis de produção e exportação em crescimento;


- Boas reservas de recursos minerais;


- Investimentos em setores de infraestrutura (estradas, ferrovias, portos, aeroportos, usinas hidrelétricas, etc.);


- PIB (Produto Interno Bruto) em crescimento;


- Índices sociais em processo de melhorias;


- Diminuição, embora lenta, das desigualdades sociais;


- Rápido acesso da população aos sistemas de comunicação como, por exemplo, celulares e Internet (inclusão digital);


- Mercados de capitais (Bolsas de Valores) recebendo grandes investimentos estrangeiros;


- Investimentos de empresas estrangeiras nos diversos setores da economia.

 

PIB dos países BRICS:

 

- Brasil: R$ 6,8 trilhões (US$ 1,8 trilhão - cotação do dólar em 28/02/19 a R$ 3,76)

- Rússia: US$ 1,6 trilhão (ano de 2018)

- Índia: US$ 2,6 trilhões (ano de 2018)

- China: US$ 12,7 trilhões (ano de 2018)

- África do Sul: US$ 395,1 bilhões (ano de 2018)

 

Alguns dados sociais e econômicos dos países do BRICS (dados referentes ao PNUD de 2013 e 2016):

 

- IDH (Índice de Desenvolvimento Humano): Brasil (0,754); Rússia (0,804); Índia (0,624); China (0,738); África do Sul (0,666).

 

- Expectativa de vida ao nascer: Brasil (73,9 anos); Rússia (68 anos); Índia (66,4 anos); China (75,3 anos); África do Sul (56,9 anos).

 

- Média de anos de escolaridade: Brasil (7,2 anos); Rússia (11,7 anos); Índia (4,4 anos); China (7,5 anos); África do Sul (9,9 anos).



Futuro



Economistas afirmam que, mantidas as situações atuais (descritas acima), os países do BRICS poderão se tornar grandes economias num futuro próximo. Dentre estes países, destacam a China, em função do rápido desenvolvimento econômico (crescimento do PIB em torno de 7% ao ano) e elevada população.

 

Histórico e resumo das últimas cúpulas:

 

- A V Cúpula do BRICS aconteceu nos dias 26 e 27 de março de 2013, na cidade de Durban (África do Sul). Participaram da reunião os cinco chefes de estados dos países integrantes. O tema do evento foi: "Brics e África: Parceria para o Desenvolvimento, Integração e Industrialização". A sexta edição do evento deverá ocorrer no Brasil, em de julho de 2014.

 

- A VI Conferência de Cúpula do BRICS ocorreu no Brasil entre os dias 15 e 16 de julho de 2014. Uma das principais medidas tomadas foi a criação do NBD (Novo Banco de Desenvolvimento). Com capital inicial entre US$ 50 bilhões e 100 bilhões, o objetivo principal do banco será financiar projetos de infraestrutura nos países do BRICS. A sede do Banco ficará na China, sendo que seu primeiro presidente será indiano.

 

- A sétima conferência ocorreu na cidade de Ufa (Rússia) entre os dias 8 e 9 de julho de 2015.

 

- Já em 2016, a oitava cúpula ocorreu na cidade indiana de Goa, entre os dias 15 e 16 de outubro.

 

- A 9ª Cúpula do Brics ocorreu entre os dias 3 e 5 de setembro de 2017, na cidade chinesa de Xiamen. Entre os principais temas debatidos, foram enfatizados o combate ao protecionismo econômico e uma busca diplomática para o problema das ameaças e testes nucleares realizados pela Coreia do Norte.

 

- A 10ª Cúpula do Brics aconteceu na cidade de Johanesburgo (África do Sul) entre os dias 25 e 27 de julho de 2018. Os principais temas discutidos foram: indústria, energia e guerra comercial.

 

- A 11ª Cúpula dos Brics foi realizada em Brasília (Brasil) entre os dias 13 e 14 de novembro de 2019. Os principais temas do encontro foram: incentivos ao Banco dos Brics, a cooperação científica e tecnológica entre os países, a cooperação em economia digital e o combate ao crime organizado internacional.


Foto dos líderes dos países do Brics na cúpula de 2019

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os líderes dos países do Brics na cúpula de 2019, realizado no Brasil. Da esquerda para a direita: Xi Jinping (presidente da China), Vladimir Putin (presidente da Rússia), Jair Bolsonaro (presidente do Brasil), Narendra Modi (primeiro-ministro da Índia) e Cyril Ramaphosa (presidente da África do Sul).

 

 

artigo revisado e atualizado em 19/11/2019