Religião na Grécia Antiga

Na Grécia Antiga os gregos eram politeístas, ou seja, acreditavam na existência de vários deuses.

Zeus: principal deus da religião grega
Zeus: principal deus da religião grega

 

Politeísmo da religião grega


Os gregos eram politeístas, ou seja, acreditavam na existência de vários deuses. Para este povo, os deuses tinham o poder de agir no mundo material dos humanos.

 

Os deuses gregos 


Os deuses gregos eram imortais, porém podiam apresentavam várias características comportamentais e físicas dos seres humanos. Faziam coisas boas e ruins, certas e erradas, ajudavam ou atrapalhavam a vida das pessoas. De acordo com a crença grega, estes deuses habitavam o monte Olimpo e possuíam poderes particulares. Afrodite, por exemplo, era a deusa do amor; Deméter era a deusa das colheitas; Atena a deusa das artes e Zeus o deus dos deuses (deus superior). Além destes principais, havia muitos outros deuses na religião grega.

 

Os deuses protetores e a relação dos gregos com eles

 

Cada cidade possuía uma espécie de deus protetor. Este deus tinha um templo e era cultuado também dentro das casas. Os gregos pediam aos deuses proteção, bens materiais e sucesso nas atividades da vida. Para agradar estes deuses, costumavam fazer oferendas, orar e sacrificar animais. Eram comuns as festas realizadas nos templos em homenagem ao deus protetor da cidade.

 

Pintura retratando o deus Dionísio da Grécia Antiga

Dionísio: o deus do vinho e das festas na Grécia Antiga.

 

 

A mitologia grega e suas características


As vidas destes deuses eram contadas, principalmente de forma oral e de geração para geração, através de mitos. Logo, a religião grega era baseada numa rica mitologia com presença de deuses, heróis (semideuses filhos de deuses com mortais) e outras figuras mitológicas. Além de contar os grandes feitos dos deuses e heróis, este mitos explicavam a origem do mundo e dos seres humanos, além de outras questões que inquietavam as pessoas como, por exemplo, a morte.

 

Oráculos e pitonisas 


Os gregos também costumavam consultar os oráculos para tentar descobrir o futuro e a vontade dos deuses. Nestes oráculos ficavam as pitonisas que, através de sinas da natureza, ofereciam respostas aos que a consultavam.

 

Ruínas do oráculo de Delfos na Grécia

Ruínas de Delfos: gregos costumavam ir aos oráculos para consultar as pitonisas.

 

 

 

 



Última revisão: 10/09/2020

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).