Socialismo Real

O socialismo real é aquele que foi colocado em prática, como ocorreu na URSS durante o governo de Stalin.

Foice e Martelo: símbolos do socialismo
Foice e Martelo: símbolos do socialismo

 

O que é - definição histórica

 

O socialismo real foi um sistema econômico e político que foi implantado na URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) e consolidado no governo de Josef Stalin (1924 a 1953). É chamado de socialismo real, pois foi colocado em prática em vários países.

 

Onde existiu e período histórico (exemplos)

 

Além da União Soviética, o socialismo real foi implantado em diversos países no período subsequente ao fim da Segunda Guerra Mundial. Cuba, China, Coreia do Norte e os países do leste europeu aliados à União Soviética (Hungria, Tchecoslováquia, Albânia, Romênia, Polônia, Iugoslávia, Bulgária e Alemanha Oriental).

 

O socialismo real vigorou na maioria destes países até o final da década de 1980 e início da década de 1990, quando ocorreram as revoluções no leste europeu, o fim da União Soviética e a Queda do Muro de Berlim. O socialismo real continuou existindo apenas em Cuba e na Coreia do Norte.

 

Principais características do socialismo real:

 

- Planificação da economia;

 

- Estatização dos meios de produção (fábricas, unidades de produção agrícola e bancos);

 

- Centralização do poder nas mãos de um único partido de orientação socialista;

 

- Implantação de um sistema forçado de redistribuição de renda, através de controle de salários e atividades econômicas. Este sistema visava acabar com os desiquilíbrios econômicos e desigualdades sociais característicos do sistema capitalista.

 

Foto de Josef Stalin

Josef Stalin: consolidou o socialismo na União Soviética.

 


 

 



Última revisão: 24/09/2020

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994).