Guerra de Trincheiras na Primeira Guerra Mundial

Uma das principais características da 1ª Guerra Mundial foi o uso de trincheiras. Saiba mais no texto abaixo.

Soldados numa trincheira na 1ª Guerra Mundial
Soldados numa trincheira na 1ª Guerra Mundial

 

O que foi

Um importante aspecto deste conflito foi a guerra de trincheiras, um dos principais tipos de batalha ocorridos na Primeira Guerra Mundial. Ela consistiu na abertura de valas na terra, que eram usadas para proteção dos soldados. Esses ficavam nessas trincheiras durante muitos dias e até meses ou enquanto durasse a batalha.


Esse tipo de guerra durou entre 1915 e 1917, ou seja, durante a maior parte da Grande Guerra.



Principais características da guerra de trincheiras:



- Pequenas áreas territoriais eram disputadas durante muito tempo. Ocorreram muitas mortes de soldados e muitos feridos.


- As trincheiras foram abertas, principalmente, em áreas pouco habitadas ou regiões rurais da Europa.


- Houve equilíbrio entre os exércitos combatentes.


- Os territórios eram conquistados de forma lenta.


- Além dos armamentos convencionais (metralhadoras, por exemplo) foram usados ataques com produtos químicos (muitos soldados usavam máscaras para proteção), lança chamas e granadas de mão.


- Muitos soldados morriam de doenças em função das péssimas condições de vida nas trincheiras. O frio e a falta de saneamento básico também resultaram em muitas baixas nos campos de batalha.


- As trincheiras geralmente eram protegidas com sacos de areia ou terra e cercadas com arame farmado. Esses recursos eram utilizados para se evitar a invasão dos soldados inimigos e aumentar a proteção nas trincheiras.

 

Soldados numa trincheira durante a Primeira Guerra Mundial

Soldados numa trincheira durante a Primeira Guerra Mundial.

 

 

 


 

artigo publicado em 28/05/2021

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo - USP (1994)