Caatinga e suas características

Conheça, neste texto, as principais características do bioma Caatinga, tipos de vegetação, animais e curiosidades do bioma.

Paisagem típica do bioma Caatinga
Paisagem típica do bioma Caatinga

 

Introdução - o que é / localização


A Caatinga é o bioma presente na região do semiárido nordestino. A área de influência desse bioma compreende os Estados do Ceará, Bahia, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Alagoas, Sergipe, Maranhão, Piauí e o Norte da Bahia.


Apesar de ter um solo rico em nutrientes, por ser seco e pedregoso, a população que vive na Caatinga enfrenta dificuldades para o cultivo de alimentos.  Esse problema poderia ser facilmente solucionado com a implementação de sistemas de irrigação.

Entretanto, por ser uma região afetada pela pobreza, muitas famílias do interior nordestino e norte da Bahia ficam expostas à fome, sobretudo nos períodos de seca, por não disporem dos recursos e informação necessária para cultivarem o solo.

Mapa do Brasil mostrando a localização da caatinga no Nordeste
Localização da Caatinga

 


Características da vegetação da Caatinga


- Esse bioma é composto por um tipo de formação campestre de vegetação aberta, com grande presença de arvores pequenas de galhos retorcidos, arbustos espinhosos e cactos, que são capazes de armazenar água para suportar os períodos de seca.


- A flora da Caatinga é constituída por espécies xerófilas, ou seja, adaptadas ao clima seco e aos baixos índices pluviométricos da região. Esse tipo de vegetação também é conhecido como savana estépica e possuem raízes superficiais para absorverem de forma mais eficiente a água das poucas chuvas que ocorrem na região.


- Outra característica da flora da Caatinga é a presença de vegetação caducifólia, ou seja, que perde as folhas nos períodos de seca como forma de evitar a perda de água por evaporação, bem como de vegetações com folhagem pequena, para reduzir a área de exposição ao sol e a consequente perda de água.

 

- Uma das principais características da vegetação da caatinga é que grande parte das espécies perdem suas folhas durante a estação seca. É um recurso para diminuir a perda de água durante o período seco.

 

- Em grande parte da caatinga as árvores são de pequeno porte e encontram-se espaçadas.

 

- Grande parte dos vegetais possuem raízes profundas (para encontrar água em profundidades mais altas) e espinhos.

 


Abaixo, alguns exemplos de vegetação natural da Caatinga


Arbustos:


- Aroeira (Myracrodruon urundeuva)

- Angico (Anadenanthera colubrina)


- Juazeiro (Ziziphus joazeiro).


Bromélias:


- Caroá (Neoglaziovia variegata)


Cactos:


- Mandacaru (Cereus jamacaru)


- Xique-xique do sertão (Pilocereus gounellei)


- Palmatória (cactos de diversos formatos e tamanhos).

 

Savana Estépica Arborizada, tipo de floresta da Caatinga

Savana Estépica Arborizada: tipo florestal mais comum na Caatinga.

 

 

Juazeiro, árvore típica da Caatinga

Juazeiro, árvore típica da Caatinga do Nordeste brasileiro.



Características da fauna da Caatinga


Devido ao clima semiárido, a Caatinga apresenta baixa densidade de indivíduos vertebrados. Apesar disso, o bioma é rico em biodiversidade. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, esse bioma abriga 178 espécies de mamíferos, 591 de aves, 177 de répteis, 79 espécies de anfíbios, 241 de peixes e 221 abelhas.


Dentre as principais espécies animais vivendo neste bioma, podemos citar os seguintes:


- Ararinha-azul


- Sapo-cururu


- Cutia


- Asa-branca


- Preá


- Gambá


- Veado-catingueiro


- Tatupeba


- Tatu-bola


- Sagui-de-tufos-brancos


- Capivara


- Calangos (lagartos)


- Águia-chilena


- Jaguatirica

 

- Periquito (pássaro)


- Arara-azul-de-lear


- Azulão (pássaro)


- Cachorro-do-mato


- Carcará (pássaro)


- Jaó-do-sul (pássaro)

 

- Cancão (pássaro)

 

- Lagarto tejú (réptil)

 

- Mocó (roedor)


- Macaco-prego (primata)

 

Foto de um veado-catingueiro

Veado-catingueiro (Mazama gouazoubira): mamífero típico do bioma Caatinga. É encontrado, principalmente, nos estados da Bahia, Pernambuco, Piauí e Paraíba.

 

 

Foto de uma cutia

Cutia: roedor presente na fauna do bioma Caatinga.

 

 
Desmatamento da Caatinga: um grave problema ambiental


Dados mais recentes, divulgados em agosto de 2019 pelo Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), apontam que, aproximadamente, 50% do território da Caatinga enfrenta algum tipo de degradação, principalmente desmatamento.

 

Em maio de 2020, a Mapbiomas divulgou dados sobre desmatamento nos biomas brasileiros. De acordo com a instituição, a Caatinga teve 12.153 hectares desmatados em 2019. Isso corresponde a 1% do total de áreas desmatadas no Brasil em 2019.


A prática da pecuária extensiva na região é uma das razões para a redução da ocorrência de vegetação natural na Caatinga. Em alguns locais do semiárido já são encontradas regiões com características de deserto.


Cactos da Vegetação da Caatinga do Nordeste

Vegetação da Caatinga do Nordeste: grande presença de cactos.

 

 

Foto de uma ararinha-azul criada em cativeiro

Ararinha-azul (Cyanopsitta spixii): uma das aves da caatinga com maior risco de extinção.


Curiosidades da Caatinga


- Durante o período de seca, o gado da região alimenta-se do mandacaru, que é rico em água.


- Algumas espécies de bromélias, como o caroá, são aproveitadas para a fabricação de bolsas, cintos, cordas e redes, pois são ricas em fibras vegetais.


- Caatingal é o nome dado a uma grande extensão territorial de caatinga conservada.


- A palavra caatinga tem origem no tupi kaa'tinga, onde ka'a significa mato (ou vegetação) e tinga significa branco (ou claro). Logo a palavra entre os indígenas tupis significa "mato branco".

- Existe no bioma Caatinga cerca de 180 espécies de mamíferos, 175 espécies de répteis, 590 espécies de aves e 80 espécies de anfíbios (dados do MMA, referente ao ano de 2019).


- Dia 28 de abril é comemorado o Dia Nacional da Caatinga.

 

- A caatinga ocupa cerca de 11% do território do Brasil.

 

- Vivem na caatinga 178 espécies de mamíferos, 177 de répteis, 79 de anfíbios, 591 de aves e 241 de peixes. Portanto, ao contrário do que muitos pensam, a caatinga é um bioma com importante e rica biodiversidade.

 

- A caatinga é o único bioma que só existe no Brasil. Logo, não podemos encontrar ele em nenhuma outra região do mundo.

 

- Foi criado um dia em homenagem a este importante bioma brasileiro. Em 28 de abril é comemorado, no Brasil, o Dia Nacional da Caatinga.

 

- Cerca de 45% da paisagem natural da caatinga já foi devastada pela ação predatória do ser humano.

 

- A ave mais ameaçada de extinção no Brasil, a ararinha-azul, tem como habitat natural a caatinga.

 

- A palavra caatinga é de origem indígena. Na língua tupi, caatinga significa mata branca, pois ka’a = mata e tinga = branca.

 

- As áreas mais secas do território brasileiro estão presentes na caatinga.

 

- Uma das plantas mais típicas e conhecidas da caatinga é um cacto chamado xique-xique. Seu nome científico é Pilosocereus polygonus. Outras plantas típicas deste bioma são: juazeiro, mandacaru e umbuzeiro.

 

- Nas épocas mais secas e quentes do ano, o solo de algumas áreas da caatinga pode chegar a 60°C. Temperatura muito próxima de áreas de deserto.

 

- Na caatinga vivem as pessoas mais carentes do Brasil. Elas passam muitas necessidades e dificuldades em função da seca que atinge muitas áreas deste bioma.

 

- A caatinga foi o território em que os cangaceiros mais transitaram no final do século XIX e começo do XX. Eles usavam roupas e chapéus de couro para se protegerem da vegetação cheia de espinhos da caatinga.

 

Foto do bioma Caatinga do Nordeste brasileiro

Caatinga: solo seco, arbustos e grande quantidade de espécies animais.

 

 

Saiba mais:

 

- Obtenha mais dados e informações sobre o bioma Caatinga no website do Ministério do Meio Ambiente.

 


 

Última revisão e atualização: 16/02/2021

Por Jóyce Oliveira Leitão
Licenciada em Geografia (Universidade Estadual de Londrina - 2009), Bacharela em Geografia (USP - 2014) e Mestra em Geografia (Unicamp - 2017)