Cronologia do Brasil Colonial

Os principais fatos histórico ocorridos no período colonial brasileiro.

Engenho de açúcar do Brasil Colonial
Engenho de açúcar do Brasil Colonial

 

O período histórico


A História do Brasil Colonial tem início em 22 de abril de 1500 com a chegada dos portugueses. O término deste período é a Proclamação da Independência do Brasil, ocorrida em São Paulo (às margens do riacho do Ipiranga), em 07 de setembro de 1822. Durante esta época, o Brasil foi administrado pela coroa portuguesa. 



Cronologia do Brasil Colonial (Principais fatos históricos):


1500: Em 22 de abril, comandados por Pedro Álvares Cabral, os portugueses chegam ao Brasil: Descobrimento do Brasil.

 

1501: Américo Vespucci faz uma expedição exploratória na costa brasileira.

 

1532: Fundação da cidade de São Vicente (22 de janeiro).

 

1530 a 1533: Martin Afonso de Souza realiza sua expedição de reconhecimento do Brasil. Primeiras mudas de cana-de-açúcar são plantadas em território brasileiro.

 

1530: Criação do sistema administrativo de Capitanias Hereditárias.

 

1548: Criado e instalado o sistema administrativo (centralizado) do Governo Geral. Tomé de Souza é o primeiro governador-geral do Brasil.

 

1549: Fundação da cidade de Salvador, que seria a capital do Brasil durante grande parte do período colonial.

 

1554: Fundação do colégio jesuíta de São Paulo de Piratininga (25 de janeiro), que se tornaria a cidade de São Paulo.

 

1555: Após a invasão francesa, Villegaignon funda a França Antártica no Rio de Janeiro.

 

1580: Início da União Ibérica, entre Espanha e Portugal.

 

1591: Início do Ciclo do açúcar, com a construção do primeiro engenho, São Jorge, em Olinda.

 

1648: Batalha de Guararapes (série de confrontos militares entre as forças portuguesas e holandesas no nordeste do Brasil durante o século XVII, que resultaram na expulsão definitiva dos holandeses da região)

 

1654: Fim da dominação holandesa no Brasil com a expulsão dos holandeses.

 

1680: Fundação da colônia do Sacramento.

 

1684: Estoura a revolta dos irmãos Beckman, na província do Maranhão.

 

1708: Guerra dos Emboabas (conflito armado em que bandeirantes paulistas, que haviam descoberto minas de ouro em Minas Gerais, lutaram contra imigrantes estrangeiros portugueses (emboabas) que também queriam explorar essas jazidas).

 

1709: Criação da Capitania de Minas Gerais.

 

1710 e 1711: Guerra dos Mascates (conflito armado ocorrido entre 1710 e 1711 em Pernambuco, no qual comerciantes portugueses (mascates) de Recife lutaram contra a elite aristocrática de Olinda).

 

1711: Invasão francesa no Rio de Janeiro, liderada por Duguay-Trouin.

 

1720: Fundação de Vila Rica (atual Ouro Preto), um dos principais centros econômicos e urbanos do ciclo do ouro.

 

1727: Introdução do café no Brasil.

 

1730: Descoberta das primeiras minas de Diamantes na região do Vale do Jequitinhonha (Minas Gerais). Inicia-se o período de exploração de diamantes no Brasil Colonial.

 

1750: Assinatura do Tratado de Madri, entre Portugal e Espanha, que cancelou o Tratado de Tordesilhas e definiu o território brasileiro de acordo com a ocupação estabelecida até aquele ano.

 

1759: Após seu fracasso é extinto o sistema de Capitanias Hereditárias.

 

1759: Expulsão dos jesuítas do Brasil pelo Marquês de Pombal.

 

1763: A capital do Brasil é transferida de Salvador para o Rio de Janeiro.

 

1789: Inconfidência Mineira (tentativa de tornar o Brasil independente de Portugal).

 

1792: Tiradentes, líder da Inconfidência Mineira, é enforcado em praça pública.

 

1808: Fuga da corte portuguesa para o Brasil.

 

1808: Abertura dos Portos às Nações Amigas e criação do Banco do Brasil (o primeiro banco brasileiro).

 

1815: Brasil é elevado a Reino Unido de Portugal e Algarve.

 

1817: D. João traz para o Brasil a missão artística francesa.

 

1821: Após a derrota de Napoleão para a Inglaterra e a desocupação de Portugal pelas tropas francesas, a corte portuguesa retorna para Portugal.

 

1822: Dia do Fico (9 de janeiro).

 

1822: Proclamação da Independência do Brasil (7 de setembro).

 

Independência ou Morte, pintura de Pedro Américo

Independência ou Morte (1888), pintura de Pedro Américo. A proclamação da independência (1822) foi o último fato histórico importante do Brasil Colonial.

 

 



Atualizado em 15/06/2024

Por Jefferson Evandro Machado Ramos
Graduado em História pela Universidade de São Paulo: USP (1994).